Seu Internet Explorer está desatualizado

Para uma melhor visualização do site, utilize a mais nova versão ou escolha outro navegador.

Notícias » Economia

18/94/2012 - 12:17 - Fonte: Folha de São Paulo

Itaú reduz juros e completa lista de grandes bancos com taxa menor

O Itaú Unibanco completou nesta quarta-feira a lista dos grandes bancos que decidiram reduzir as taxas de juros. O Bradesco também fez o anúncio hoje, após HSBC e Santander

O Itaú Unibanco completou nesta quarta-feira a lista dos grandes bancos que decidiram reduzir as taxas de juros. O Bradesco também fez o anúncio hoje, após HSBC e Santander.

 

 

Os quatro seguem um movimento iniciado pelo Banco do Brasil e pela Caixa no início deste mês.

 

As duas instituições públicas lançaram programas com taxas menores depois de reclamações da presidente Dilma Rousseff sobre o patamar elevado dos juros praticados pelo sistema financeiro no Brasil.

 

 

Desde então, o governo pressionava os bancos privados a aderir ao movimento para diminuir as taxas oferecidas ao mercado.

 

A medida seria também uma forma estimular a economia para garantir um nível de crescimento mais robusto neste ano.

 

 

Segundo o Itaú, todos os clientes com conta corrente terão o benefício de redução de taxas para financiamento de veículos e no crédito consignado INSS, para as novas operações contratadas nas agências da instituição.

 

As novas taxas entram em vigor na segunda-feira (23).

 

 

No caso do financiamento de veículos, a taxa mínima sofrerá redução de 8%.

 

 

 

A nova taxa mínima será de 0,99% ao mês e será válida para clientes correntistas há mais de um ano, em operações com 50% de entrada e parcelamento em até 24 meses.

 

 

 

Nos empréstimos consignados para beneficiários do INSS, a taxa mínima foi reduzida para 0,89%, e a máxima, para 2,20% ao mês.

 

 

 

As micro e pequenas empresas também serão beneficiadas com reduções nas taxas mínimas das linhas de crédito.

 

No cheque especial (LIS), os juros cairão 66% e passam a ser de a partir de 1,95% ao mês.

 

No capital de giro, os juros serão a partir de 1,14% ao mês, em desconto de duplicatas e cheques, a partir de 1,29% ao mês.

 

E, na antecipação de recebíveis de cartões, a taxa mínima passa a ser de 1,05% ao mês. Hoje o volume de crédito disponível para este segmento é superior a R$ 70 bilhões.

 

 

Com o objetivo de atrair mais correntistas, o Itaú lança também um pacote voltado para clientes que recebem salário no banco ou em outra instituição. "Os juros para os clientes que optarem por esse novo pacote terão redução de até 47%. É o caso da taxa mínima do cheque especial (LIS), que será reduzida para 1,95% ao mês.

 

No cartão de crédito, o rotativo passará a ter taxas mínimas a partir de 3,85% ao mês", diz em nota.

 

BRADESCO

 

 

Com o anúncio da redução nesta quarta-feira, o Bradesco afirma que a decisão está em "consonância com os objetivos de estímulo ao crescimento econômico".

 

 

Clientes pessoa física do Bradesco encontrarão taxas menores nas linhas de financiamento de veículos, aquisição de bens, crédito pessoal e no consignado para aposentados do INSS. O limite de crédito para pessoa física foi elevado em R$ 9 bilhões.

 

 

O banco disponibilizou uma linha de R$ 1 bilhão voltada a micro e pequenas empresas, para capital de giro e aquisição de máquinas. A taxa será reduzida de 5,56% a 2,90%.

 

 

Citando um incentivo à produção e vendas do setor automotivo, o Bradesco promete oferecer um adicional de R$ 6 bilhões aos bancos ligados a montadoras