Seu Internet Explorer está desatualizado

Para uma melhor visualização do site, utilize a mais nova versão ou escolha outro navegador.

Notícias » Cidades

30/04/2012 - 01:22 - Fonte: Diário Teófilo Otoni

Duas crianças e um adolescente morrem soterrados em Ladainha

Duas crianças , uma de sete e outra de dez anos de idade e um adolescente de 16 anos morreram soterrados na tarde da quinta-feira (26/04), na comunidade rural de Córrego Santana II, zona rural do município de Ladainha (Vale do Mucuri).

Foto: Policia Militar Duas crianças e um adolescente morrem soterrados em Ladainha
Duas crianças e um adolescente de 16 anos morreram soterrados quando brincavam em um terreno que havia sido escavado para uma construção

Duas crianças , uma de sete e  outra de dez anos de idade e um adolescente de 16 anos morreram soterrados na tarde da quinta-feira (26/04), na comunidade rural de Córrego Santana II, zona rural do município de Ladainha (Vale do Mucuri).

 

Segundo o Corpo de Bombeiros (CB) eles brincavam em um terreno que havia sido escavado para uma construção, quando parte do barranco desabou.

 

A formação, de aproximadamente seis metros de altura, cedeu e soterrou os garotos.

 

O sargento Ailton Faria comentou que apenas uma criança de 11 anos, que também estava no local, foi socorrida e levada para o hospital Doutor Arthur Rausch e em seguida para um hospital de Teófilo Otoni.

 

A vítima tinha suspeita de fratura no braço e está em observação e não corre risco de morrer. “Testemunhas disseram que os meninos começaram a cavar pequenos buracos no terreno”, contou o sargento.

 

Resgate

 

Um menino que estava por perto correu para acionar socorro, e lavradores usaram enxadas e pás para retirar a terra até a chegada da Polícia Militar.

 

Os militares retiraram os três garotos já sem vida.

 

No acidente, morreram os irmãos Rone Rodrigues Tregues, 10, e Júnior Rodrigues Tregues, 16, e o primo deles Matheus Pereira Rodrigues, 7.

 

Apenas o menino Lucas Rodrigues, 11, sobreviveu ao deslizamento

 

Para retirar o grande volume de terra, 70 militares participaram do resgate dos garotos.

 

Os corpos dos meninos foram encaminhados para o Instituto Médico Legal (IML) em Teófilo Otoni.

 

A polícia acredita que a retirada irregular de terra no local pode ter favorecido a instabilidade do barranco. “A região é conhecida como local de retirada de areia, mas não há nenhuma fiscalização sobre como esse tipo de trabalho é feito, nem há controle de quem entra no local”, alerta o sargento Faria.