Seu Internet Explorer está desatualizado

Para uma melhor visualização do site, utilize a mais nova versão ou escolha outro navegador.

Notícias » Cidades

19/05/2015 - 12:37 - Fonte: Gazeta de Araçuai

Cismeje torra dinheiro público em festança de aniversário em Araçuai

Foram gastos com a festa, pelo menos R$ 20 mil reais que deveriam ser utilizados no atendimento de pacientes dos municípios ligados ao CISMEJE. Os convites foram endereçados a prefeitos, ex-prefeitos e políticos da região.

Foto: facebook Cismeje  torra dinheiro público em festança de aniversário em Araçuai
Festa foi coordenada e comandada pela secretária executiva do Consórcio, Zuzu Loredo Rocha

 

Uma festa de arromba  realizada na noite de sábado (16) nas dependências  da Associação Atlética Banco do Brasil- AABB- de Araçuai, no Vale do Jequitinhonha, paga com dinheiro público, marcou os 20 anos de fundação do Cismeje- Consórcio Intermunicipal de Saúde dos Municípios do Médio Vale do Jequitinhonha, com sede em Araçuai.

 

 

A festa que  custou no mínimo R$ 20 mil reais , varou a madrugada de domingo(17).

 

 

 Ela  foi regada por muita música,  muita comida, bebida à vontade, bombons e doces finos para prefeitos,  familiares de prefeitos, ex-prefeitos, políticos, amigos dos políticos e  convidados,  escolhidos pela direção do Consórcio.  “Tinha tudo que você pensasse”, contou um convidado.

 

 

Cada prefeito teve direito a levar 6 convidados, o mesmo ocorrendo com os secretários municipais de Saúde.

 

 

Durante dois dias, a reportagem tentou falar com os dirigentes do Cismeje.

 

 Nem o presidente do consórcio, Harley Lopes (PT) , prefeito de Virgem da Lapa, nem  a secretária executiva da entidade,  Maria de Jesus  Loredo Rocha, a Zuzu, (PT), que também acumula a função de secretária municipal de Saúde de Araçuai, não responderam aos e-mails do jornal solicitando explicações sobre os gastos, e tampouco atenderam as dezenas de  ligações.

 

Somente no final da manhã desta terça-feira (19) o jornal localizou a secretária Maria de Jesus Loredo Rocha (Zuzu) em Belo Horizonte.

 

Ela se recusou a falar sobre o assunto e disse que a responsabilidade sobre os gastos era dos prefeitos .

.

A reportagem apurou que a decisão de fazer a festa foi aprovada por todos os prefeitos membros do consórcio. A informação foi confirmada pelo prefeito de Araçuai, Armando Paixão (PT). Fazem parte do consórcio 10 municípios.

 

“Durante minha gestão, falou-se que iriam comemorar   os 20 anos do Consórcio, mas não entraram em  detalhes como seria. Não aprovei a despesa para esta festa. Não sentaram comigo para discutir gastos nem a legalidade da festa”, afirmou o prefeito de Ponto dos Volantes, Cândido Ferraz, (PSDB) que presidiu o consórcio de  2013 a 2014.

 

“ Só tomei conhecimento  da festa, quando recebi o convite”, garante o prefeito de Itinga Adhemar Marcos(PSDB) que disse ter comparecido sozinho à festança. O município de Itinga repassa mensalmente R$ 12 mil ao consórcio.

 

O prefeito de Coronel Murta,  Eletâncio Freire (PMN) empossado vice-presidente do Consórcio no início deste ano, disse que também só tomou conhecimento da festa após receber o convite. Coronel Murta repassa R$ 9 mil mensais para o Cismeje atender pacientes do município.

 

Todos os prefeitos ouvidos afirmaram que não tinham conhecimento dos valores gastos com a  festa.

 

 

Festa contou com decoração refinada e distribuição de doces finos

 

Contraste

 

Duas empresas foram convidadas a realizar o evento mas,  somente a  Elegance Festas e Eventos, de Araçuai, foi escolhida. O preço cobrado por ela para  cada convidado foi R$ 70 reais, incluindo a decoração.

 

“ Cobramos R$ 65 por pessoa. A festa seria para 300 convidados, mas compareceram mais que isso”, informou o proprietário de uma empresa de festas que participou da tomada de preços.

 

“Foi uma opulência desnecessária, custeada com dinheiro público..A maioria dos municípios da região está  enfrentando dificuldades na área de saúde e o Cismeje bancando uma festa como essa. Um culto religioso para lembrar a data já estava de bom tamanho”, disse uma secretária municipal de Saúde que pediu para não ser identificada temendo represálias.

 

As comemorações  se estenderam  no decorrer da semana. Na segunda-feira (11) foi celebrado um culto  religioso na sede da entidade. Foram distribuídos salgados com refrigerantes e chaveiros para os presentes.

 

O dinheiro gasto com a festa, incluindo bufê, convites ,chaveiros, despesas com filmagens e fotografias, pode chegar próximo ao corresponde ao repasse  que dois municípios da região- Itinga  ( R$ 12 mil )e Coronel Murta ( R$ 9 mil), fazem mensalmente para atendimento de pacientes encaminhados para o consórcio.

 

“ É dinheiro arrecadado de impostos da população para ser usado na Saúde. Não é justo ser gasto com festa para políticos”,  observou uma funcionária municipal.

 

Ilegalidade

 

O Cismeje, fundado em 1995, agrega  os municípios de Araçuai, Berilo, Coronel Murta, Itinga, Jenipapo de Minas, Itaobim, Francisco Badaró, Comercinho, Medina e Virgem da Lapa, totalizando uma população de cerca  de 173 mil pessoas.

 

Além do repasse financeiro dos municípios, o consórcio conta ainda com investimentos do governo estadual.

 

De acordo com  um dos itens da  cláusula VI  do convênio firmado entre o Cismeje e os municípios, os recursos públicos repassados ao consórcio devem ser aplicados exclusivamente na execução do objeto do convênio, ou seja, no pagamento de serviços ligados à Saúde.

 

Ainda de acordo com o  convênio cabe aos prefeitos denunciarem  a utilização dos recursos do Consórcio para outros fins.

 

“Caso seja comprovada a ilegalidade do uso do dinheiro público nesta festa, os responsáveis pelo ordenamento das  despesas deverão devolver o que foi gasto e ainda responder judicialmente pelo ato “, explicaram advogados ouvidos pela reportagem.

 

Sérgio Vasconcelos

Repórter