Seu Internet Explorer está desatualizado

Para uma melhor visualização do site, utilize a mais nova versão ou escolha outro navegador.

Notícias » Economia

05/07/2012 - 19:42 - Fonte: Gazeta de Araçuai

Dia do Produtor Rural reúne em Araçuai mais de 150 pequenos agricultores

O evento foi realizado no Parque de Exposições da cidade durante toda a manhã e parte da tarde de quinta-feira ( 05/7)

Foto: S.Vasconcelos Dia do Produtor Rural reúne em Araçuai mais de 150 pequenos agricultores
Encontro contou com oficinas e palestras realizadas no Parque de Exposições de Araçuai

Pequenos produtores de diversas comunidades rurais dos municípios de Araçuaí, Virgem da Lapa e Coronel Murta, no Vale do Jequitinhonha, se reuniram no parque de Exposições em Araçuaí  para comemorar o Dia do Produtor Rural.

 

A data  instituída por lei em janeiro de 2008 , é celebrada anualmente no dia 7 de julho, mesma data de aniversário da Federação de Agricultura de Minas Gerais (FAEMG) entidade que reivindicou a instituição da data.

 

O evento foi realizado pela Emater e prefeitura de Araçuaí durante toda a manhã e a tarde de 5 /7 ( quinta-feira)  e contou com palestras e mostra técnica da utilização da mandioca e da palma na alimentação animal, além de oficinas sobre silagem, silo cincho e cultivo protegido de hortaliças e mudas.

 

“ Esses encontros são muitos bons porque a gente ganha experiência. Algumas coisas eu já sabia, como a silagem, mas outras são novas para mim.”, afirmou Rachid Soares Santos, 52 anos, dono de uma pequena propriedade na comunidade do Córrego da Velha, em Araçuai.

 

Ele participou atentamente da oficina sobre a importância da análise do solo. “ Vou providenciar a análise da terra do meu tabuleiro para melhorar minha produção”, comemorou Rachid, após a palestra.

 

Pronaf

 

A maioria dos participantes do encontro foi de pronafianos. A Emater informou que assinaram a lista 171 pessoas.

 

Ao final do encontro, 75 pequenos agricultores receberam cheques de R$ 2.500 reais do Pronaf-B para investimentos na propriedade.

 

“ Parte deste dinheiro vou comprar pequenos animais e ração e o restante vou investir na lavoura”, salientou Maria Aparecida Santos, 45 anos, que tem uma propriedade de 1 hectare na comunidade de Banco do Setúbal, onde ela planta milho, mandioca e feijão.

Ela estava entre as dezenas de mulheres agricultoras que acompanharam o "Dia de Campo". " Participo sempre. É muito bom", afirmou Maria Aparecida.

 

Linhas de crédito

 

Representantes dos Bancos do Brasil e do Banco do Nordeste explicaram aos presentes a importância do uso das linhas de crédito com juros diferenciados, para pequenos agricultores familares (pronafianos). “Muita gente tem medo de fazer empréstimos bancários. Porém, o dinheiro bem aplicado melhora a qualidade de vida de todos”, defende Luciano Córdova Guimarães, gerente da agência do Banco do Brasil em Araçuaí. “Temos outras linhas de créditos para produtores que não são pronafianos”, acrescentou Córdova.

 

Para o gerente regional da Emater Reginaldo Ângelo de Sousa, o Pronaf (Programa Nacional de Agricultura Familiar) é a tábua de salvação para o homem do campo da região do semiárido. Para ele, o ideal é que os agricultores se agrupem em associações para terem direito aos programas governamentais. “Quase todos os recursos para os programas de desenvolvimento são liberados para as associações”, disse ele.

 

Sérgio Vasconcelos

Repórter