Seu Internet Explorer está desatualizado

Para uma melhor visualização do site, utilize a mais nova versão ou escolha outro navegador.

Notícias » Política

23/09/2016 - 11:06 - Fonte: Gazeta de Araçuai com informações da Ascom

Servidores suspeitos de irregularidades,são afastados da prefeitura de Coronel Murta

Eles ocupavam funções de confiança desde 2001.

Foto: arquivo Servidores suspeitos de irregularidades,são afastados da prefeitura de Coronel Murta
Os dois funcionários ficarão afastados da prefeitura até conclusão de sindicância.

 

O chefe do departamento de Planejamento, Orçamento e Contabilidade,  e o chefe do departamento de Recursos Humanos  da prefeitura municipal de Coronel Murta, no Vale do Jequitinhonha (MG),  foram exonerados  das funções de confiança , na manhã desta sexta-feira, 23 de setembro,  e afastados dos cargos de agentes administrativos por 15 dias, até a conclusão de uma  sindicância administrativa  que vai  apurar as  irregularidades  praticadas por eles.

 

As portarias  já foram  assinadas pelo prefeito Eletâncio Freire Murta (PMN).

 

De acordo com a assessoria Jurídica da prefeitura, os dois funcionários usaram de suas funções para  recebimento de vantagens indevidas,  entre elas,  pagamento  de férias prêmio, além de   pagamento de salário de  uma funcionária da Saúde, que está afastada de suas funções e recebendo pelo INSS.

 

Os dois funcionários confessaram a participação nas irregularidades.

 

“ Reconheço meu erro e estou profundamente arrependido. Estava passando por dificuldades financeiras. Vou enfrentar as punições e responderei na Justiça pelos meus erros”,  disse  à reportagem , o chefe do departamento de Contabilidade, Valdiney  Pereira da Silva, 42 anos, que recebeu  de forma irregular nos últimos dois anos, R$ 11.386 reais. Ele era responsável pelos empenhos das folhas de pagamento.

 

Já o chefe do departamento de Recursos Humanos, Antonio Hermes Jardim Nascimento,  52 anos, disse que cometeu as irregularidades para ajudar o colega de trabalho.   Nascimento era o responsável pelo lançamento dos valores nas folhas de pagamento e recebeu,  nos últimos dois anos,  R$ 10.229 reais. 

 

“ Erramos e agora é pagar pelos nossos erros”, disse Antonio Hermes , que é genro da candidata que disputa  a prefeitura  pela oposição.

 

Os dois funcionários,  são  agentes administrativos efetivos  desde 2007 e respondiam pelos cargos de confiança  desde 2001.

 

“Apesar de serem adversários políticos, eu  confiava nos dois e os mantive em seus cargos, porque prometi não perseguir ninguém. Estou triste e surpreso com a notícia. Faltaram com a confiança que eu depositei neles”, lamentou o prefeito.

 

Suspeitos estão nos cargos há 15 anos

 

Os dois funcionários respondem pelas funções de confiança desde 2001 .

 

A secretaria de Administração informou que as irregularidades só foram constatadas agora, após a descoberta do pagamento de salário de uma funcionária  da Saúde que está afastada  e recebendo pelo INSS.

 

“Ao verificar a folha de pagamento dos funcionários, descobrimos as irregularidades”,  disse Bárbara Nery, secretária de Administração.

 

“ Foi feito um Boletim de Ocorrência na Polícia Militar, já que houve lesão aos cofres públicos. Os dois envolvidos terão amplo direito de defesa e após a conclusão da sindicância interna,  caberá ao chefe do executivo, tomar as medidas legais e cabíveis. Serão investigadas as irregularidades, para saber  desde quando elas estavam ocorrendo, já que os dois suspeitos estão nos cargos há 15 anos. ”, informou o assessor jurídico  Inácio Carlos Almeida Murta.

 

 Nas ruas, eleitores acreditam que o episódio deverá ter consequências nas urnas, dado a proximidade dos dois funcionários com a candidata da oposição.

 

“Tudo vai depender do raciocínio do eleitor. Quem exerce cargo público tem de servir a sociedade, e não se servir do cargo”, afirmou um comerciante que pediu para não ser identificado.

 

Na prefeitura o clima é de surpresa  e espanto, após a divulgação do escândalo, já que os dois funcionários são queridos e respeitados pelos colegas de trabalho.

 

 

Gazeta de Araçuai