Seu Internet Explorer está desatualizado

Para uma melhor visualização do site, utilize a mais nova versão ou escolha outro navegador.

Notícias » Polícia

14/03/2017 - 09:22 - Fonte: O Tempo

PC acredita que bando da Bahia age na explosão de caixas no Vale do Jequitinhonha

Até o momento ninguém foi preso.

Foto: Divulgação PC acredita que bando da Bahia age na explosão de caixas no Vale do Jequitinhonha
Agência do Bradesco em Divisa Alegre foi atacada na madrugada de segunda-feira (13)

 

O delegado de Polícia Civil Thiago Carvalho, de Medina, no Vale do Jequitinhonha, afirmou que as investigações apontam que  criminosos oriundos da Bahia  estejam circulando em Minas Gerais para roubar bancos há pelo menos 12 meses. “A Polícia Civil está mobilizada para dar logo uma resposta à sociedade. Acredito que estejamos próximos de capturar esse grupo”, ressaltou.

 

 

Um dia após os ataques à cidade de Medina, no Vale do Jequitinhonha, onde três agências bancárias, uma loja de eletrodomésticos, o quartel da Polícia Militar (PM) e uma viatura da Polícia Civil foram alvos de tiros de pelo menos dez criminosos armados com fuzis, o município de Divisa Alegre, na mesma região do Estado, também foi atacado pela quadrilha.

 

 

Agência dos Correios em Coronel Murta, ficou completamente destruída

 

Na quinta-feira (9), um grupo de pelo menos 5 criminosos também explodiu as agências do Banco Itaú e Correios, em Coronel Murta, na mesma região. A PM informou que não foi levada nenhuma quantia, mas os prédios ficaram parcialmente destruídos.

 

Uma policial de Medina, que não quis se identificar, acredita que as duas cidades no Vale do Jequitinhonha foram escolhidas pelos criminosos porque as corporações militares desses municípios têm um efetivo reduzido de oficiais. “Em Medina, por exemplo, temos apenas 19 policiais para trabalhar em toda a cidade. Esse número já foi bem maior. Sem contar que temos estrutura precária. Viaturas e armamentos defasados. Enquanto os criminosos aparecem aqui com arsenal de exército. Não dá para competir”, desabafou.

 

Assustados com os ataques, moradores das três cidades estão apreensivos. Um bancário de uma agência do Bradesco em Medina, que se mudou recentemente para o município, teme que os ataques aconteçam novamente. “A situação foi tensa aqui quando atacaram a cidade na madrugada de domingo. Só tivemos danos materiais dessa vez, mas fica o receio de que eles voltem aqui e acabem acertando alguém com os tiros”, comentou. 

 

Bradesco em Divisa Alegre foi atacado por bandidos , nesta segunda-feira(13)

 

Uma moradora de Divisa Alegre, que também não quis ser identificada, contou que o clima na cidade é de terror e que essa não foi a primeira vez em que a agência bancária foi alvo dos criminosos. "Quando a gente vê uma coisa dessas acontecendo perto da gente, o medo aumenta muito. Estamos todos apreensivos demais com tanta violência. Eu mesma não saio mais de casa à noite", disse.