Seu Internet Explorer está desatualizado

Para uma melhor visualização do site, utilize a mais nova versão ou escolha outro navegador.

Notícias » Polícia

09/08/2017 - 09:55 - Fonte: O Tempo/EM

Preso em Salinas,rapaz que matou amigo por não acreditar em macumbaria

Detido em casa após denúncia anônima, homem confessou o crime

Foto: divulgação Preso em Salinas,rapaz que matou amigo por não acreditar em macumbaria
Suspeito foi preso em uma casa no bairro São João, periferia de Salinas

 

 

Depois de buscas ininterruptas, desde a noite do domingo, policiais militares de Salinas, no Vale do Jequitinhonha, prenderam o jovem que matou a facadas um adolescente, por causa de uma discussão religiosa. Sidemy Bispo Pereira, de 19 anos, ainda tentou fugir do cerco policial, mas foi preso nesta terça-feira(8), escondido na casa de uma comerciante, no Bairro Alto São João.



O crime foi pouco antes da meia-noite do último domingo. Um grupo de amigos estavam conversando sobre macumbaria. O adolescente riu, por não acreditar no relato de Sidemy sobre a crença e ele foi em casa e buscou uma faca para matar o menor.

 

 


Depois do assassinato, o jovem fugiu e militares da cidade realizaram várias buscas em imóveis de propriedade do pai dele. Durante rastreamento, os PMs receberam várias informações sobre o esconderijo  dele, até chegar na casa da comerciante.

 

 

Jovem confessou o crime.

 

Sidemy foi preso em flagrante por homicídio qualificado e levado para a delegacia de Salinas.

 

 

Relembre o caso

 

Adolescente era amigo do rapaz que o matou.

 

Warley Fernandes da Silva, de 16 anos, foi morto com uma facada do lado esquerdo do peito na madrugada desta segunda-feira (7). Segundo a Polícia Militar, vítima e suspeito, que eram amigos, estavam conversando na rua de casa quando discutiram sobre o rito de "macumba" feito pela tia do suspeito. Como Silva riu, desacreditando no colega, foi assassinado.

 

O rapaz foi encontrado após um rastreamento dos policiais, que visitaram casas de amigos e familiares dele com a ajuda de denúncias anônimas durante a madrugada e a manhã desta terça-feira (8). O jovem estava em uma casa do bairro São João.

 

 

Confissão.

 

 Segundo os militares que atenderam a ocorrência, o suspeito ainda tentou fugir quando foi visto na sala da casa de uma mulher. Todavia, ao ser alcançado pelos policiais, ele confessou o crime.

 

 

Ouvido na Delegacia de Plantão da cidade, o rapaz confirmou a história. Ele responderá por homicídio qualificado por motivo torpe, com pena de 12 a 30 anos de prisão.