Seu Internet Explorer está desatualizado

Para uma melhor visualização do site, utilize a mais nova versão ou escolha outro navegador.

Notícias » Polícia

01/11/2017 - 15:19 - Fonte: Gazeta de Araçuai

Marido e mulher são presos sob suspeita de homicídio em Araçuai

Eles são acusados de planejar e executar a morte de um entregador de gás em Araçuai. Segundo as investigações, crime tem motivação passional.

Foto: divulgação Marido e mulher são presos sob suspeita de homicídio em Araçuai
Daiana Santos foi presa em casa pela manhã.

 

Foi presa na manhã desta quarta-feira (1/11)  em Araçuai, no Vale do Jequitinhonha, a dona de casa Daiana Santos Ferreira, esposa  de  João Farley Pereira Santos, 32 anos,motorista da Câmara Municipal do município. Eles são suspeitos de planejar e executar a morte de Dioleno Fonseca, de 31 anos, no dia 20 de setembro no bairro Canoeiros, em Araçuai.  A motivação teria sido passional. João Farley foi preso no final da tarde desta terça-feira (31), no recinto da Câmara.

 

 

 

Dioleno Fonseca morreu no dia 20 de setembro após dar entrada no hospital.

 

Segundo as investigações, Daiana Santos mantinha um relacionamento extraconjugal com Dioleno, que também era casado.

 

A vítima,que trabalhava em uma empresa de distribuição de gás,  morreu  após dar entrada no hospital da cidade. Ele foi baleado na região do tórax.

 

João Farley,suspeito de ser o autor dos disparos que matou Dioleno, foi preso na tarde de terça-feira (31)

 

Na noite do crime,  a  polícia  militar foi à  residência  de João Farley .Ao ser interrogado, ele afirmou que não havia saído de  casa  naquela noite. A mulher dele sustentou a informação;   mas revelou que mantinha um relacionamento extraconjugal com Dioleno Fonseca,  mostrando inclusive mensagens  dele no celular dela.  Os policiais encontraram uma foto da vítima no celular de João Farley.

 

Ele foi  detido.  mas por orientação do delegado de plantão de Pedra Azul, foi liberado por falta de testemunha e da arma do crime.

 

O caso gerou revolta e manifestação de populares nas ruas de Araçuai.” Somente assim que os crimes são investigados. Meu filho foi assassinado há 5 anos e até hoje não solucionaram o caso e ninguém foi preso”, lamentou uma aposentada que pediu para não ser identificada.

 

Há outros homicídios em Araçuai que estão sob investigação da Policia Civil  que  permanecem até hoje sem esclarecimento.

 

A reportagem tentou falar com a Polícia Civil  em Araçuai durante todo o dia, mas as ligações não foram atendidas.

 

Daiana Santos e o marido João Farley estão presos no presídio de Araçuai.

 

A administração da Câmara Municipal informou que João Farley é  funcionário concursado há um ano,  mas poderá ser demitido por abandono de emprego se ficar mais de 30 dias sem se apresentar ao trabalho.

 

Gazeta de Araçuai