Seu Internet Explorer está desatualizado

Para uma melhor visualização do site, utilize a mais nova versão ou escolha outro navegador.

Notícias » Política

01/12/2017 - 10:14 - Fonte: G-1

Governo de MG não sabe quando vai pagar o 13º salário dos servidores

egundo a Seplag, não há fluxo de caixa que permita a divulgação de uma data para o depósito.

Foto: arquivo Governo de MG não sabe quando vai pagar o 13º salário dos servidores
Sede administrativa do governo de Minas

Após  atrasar o pagamento dos  salários do funcionalismo do estado pela quinta vez em cinco meses, o governo de Minas Gerais informou que ainda não há um cronograma para o pagamento do 13º salário.

 

 

De acordo com a Secretaria de Estado de Planejamento e Gestão (Seplag), não há hoje um fluxo de caixa que permita estipular uma data precisa para o depósito.

 

 

A segunda parcela do salário de 20% do funcionalismo do executivo estadual  só foi paga nesta segunda-feira (27), cinco dias após a data prevista pela escala do Governo de Minas Gerais, prevista para o mês de novembro.

 

Na tentativa de aprimorar o controle do que entra e do que sai dos cofres públicos estaduais, o governador Fernando Pimentel (PT) assinou um decreto nesta segunda-feira (27) que cria o Comitê de Acompanhamento de Fluxo Financeiro.

 

 

O objetivo, segundo a Seplag, “é envolver mais áreas do governo em decisões financeiras que impactam o interesse público. A intenção é ter secretários e assessores debruçados sobre um tema que hoje é o maior desafio para a administração pública - as finanças. É mais uma ação para aprimorar o gasto num momento de crise, tornando as decisões sobre os pagamentos mais assertivas e coerentes com o fluxo de caixa.”.

 

 

O comitê será composto por representantes das secretarias de Estado da Fazenda, de Estado de Planejamento e Gestão e de Estado de Governo. O governador terá um assessor de seu gabinete também participando da iniciativa. O coordenador do comitê ainda será escolhido entre seus membros.

 

De pires na mão

Nesta quarta-feira (29), o governador esteve em Brasília para pedir ao presidente do Senado, Eunício Oliveira (PMDB-CE), urgência na votação do projeto de securitização de dívidas, que permite aos estados venderem ao mercado financeiro créditos que têm a receber de contribuintes.

 

Segundo a Seplag, o projeto “pode garantir o pagamento do 13º salário dos servidores”. O texto está na Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) do Senado.