Seu Internet Explorer está desatualizado

Para uma melhor visualização do site, utilize a mais nova versão ou escolha outro navegador.

Notícias » Educação

12/03/2018 - 10:57 - Fonte: G-1

Escolas Agrícolas no Norte de Minas cobram repasses de verbas do governo estadual

Representantes das escolas afirmam que os repasses estão atrasados desde o ano de 2017.Governo confirmou atrasos e diz procurar formas para pagar restantes dos recursos.

Foto: divulgação Escolas Agrícolas no Norte de Minas cobram repasses de verbas do governo estadual
EFA de Taiobeiras

Escolas da Família Agrícola (EFA) no Norte de Minas e Vale do Jequitinhonha; reclamam da falta de repasse de verbas estaduais. Os valores, segundo representantes das escolas, estão atrasados desde o ano de 2017. Sem o repasse, as atividades pedagógicas ficam prejudicadas.

 

 

Cerca de 300 alunos estudam nas duas escolas da região, EFA Nova Esperança em Taiobeiras e a EFA Tabocal em São Francisco. "Em 2017 recebemos apenas 50% dos valores que deveriam receber. Com isso tivemos que demitir funcionários e desdobrar para manter o funcionamento da escola com o mínimo necessário", afirma a diretora da EFA Nova Esperança, Fernanda Ferreira dos Santos.

 

 

A diretora explica ainda que a situação provocou o atraso no pagamento de salário dos funcionários. "Nós estamos com dois meses de atraso, mas tem outras escolas agrícolas que o atraso ultrapassa os quatro meses."

 

 

Luana Conegundes estuda o segundo ano do ensino médio. Ela afirma que já percebeu os esforços empenhados pelos professores e funcionários para amenizar os efeitos provocados pela falta de verba. "A gente está recebendo todo o conteúdo, mas percebemos também que os professores ficam sobrecarregados. Eu, por exemplo, fico o dia todo aqui na escola e vejo que a comida poderia ser melhor".

 

 

Em nota, a Secretaria Estadual de Educação (SEE) explicou que os repasses financeiros destinados aos estudantes que participam do Programa de Apoio às Escolas Família Agríola são feitos em duas parcelas; uma referente ao primeiro semestre e a outra referente ao segundo.

 

 

A SEE confirmou também que foram destinados às duas escolas apenas os valores referentes ao primeiro semestre de 2017. "Para a Escola Família Agrícola Nova Esperança, em Taiobeiras, o valor é de R$ 402.168,00; e para a Escola Família Agrícola Tabocal, em São Francisco, R$ 609.060,00", diz a nota, que finalizou dizendo que o governo estadual está realizado reuniões para definir o repasse do restante dos recursos de 2017 e de 2018.