Seu Internet Explorer está desatualizado

Para uma melhor visualização do site, utilize a mais nova versão ou escolha outro navegador.

Notícias » Saúde

17/08/2018 - 11:07 - Fonte: Gazeta de Araçuai

Máquina de lavar quebrada expõe pacientes de Araçuai a constrangimentos em BH

O eletrodoméstico utilizado pela Casa de Apoio a pacientes que fazem tratamento em BH, está à espera da liberação de um recurso de cerca de R$ 400 reais por parte da prefeitura para ser consertado. Enquanto isso não acontece, usuários da casa precisam lavar roupas de cama utilizadas no local.

Foto: arquivo Máquina de lavar quebrada expõe pacientes de Araçuai a constrangimentos em BH
Casa de Apoio na capital mineira, é mantida pela prefeitura municipal de Araçuai; mas usuários reclamam de descaso.

Como se não bastassem os transtornos de uma viagem exaustiva de ônibus, de pelo menos 12 horas,  pacientes que saem de Araçuai, no Vale do Jequitinhonha em busca de tratamento de saúde em Belo Horizonte; estão enfrentando um outro constrangimento: lavar banheiros e as roupas de cama que utilizam na casa de apoio mantida pela prefeitura na capital mineira.

 

Há mais de uma semana, a máquina de lavar roupas do local, está quebrada. O coordenador da casa, Carlos Júnior, confirmou a informação. Ele disse que já solicitou à Secretaria Municipal de Saúde, recursos para o conserto. “ Fizemos os orçamentos e o preço mais em conta está em torno de R$ 400 reais”, disse ele , acrescentando que pediu à secretaria que informasse aos pacientes para levarem suas próprias roupas de cama para evitar esse tipo de procedimento. “ Muitos pacientes não trazem. O acompanhante deles acabam tendo que realizar o serviço”, afirmou Júnior.

 

A Casa de Apoio; localizada na rua Juramento 630 no bairro Saudade tem  3 quartos e capacidade para alojar 35 pessoas. Elas dormem em beliches. A maioria é de pacientes residentes em Araçuai,  que realizam tratamento contra o câncer, como  radioterapia e quimioterapia. Dependendo do tratamento, há pacientes que permanecem na Casa por mais de uma semana.

 

“As longas viagens ocorrem por falta de serviços de atendimento à saúde de média e alta complexidade na região. Os pacientes e acompanhantes chegam exaustos e ainda precisam fazer este tipo de serviço. É falta de consideração, respeito e descaso da prefeitura”; lamentou uma dona de casa que utiliza os serviços e pediu para não ser identificada. Ela contou que muitas vezes faltam, gás e alguns gêneros alimentícios, e que os usuários acabam dividindo as despesas.

 

Roupas de cama e banho sujas se acumulam na casa.

 

Enquanto o equipamento não é levado para a manutenção, as roupas de cama e banho sujas se acumulam. " É  muita roupa. Lamentável esta situação. Deveriam dar mais atenção e carinho aos  usuários"; observou uma acompanhante de um paciente.

 

A casa não possui eletrodoméstico adequado para passar as roupas. " As roupas vão para cama sem passar", informou o responsável pelo local. Um ferro de passar industrial custa entre R$ 500 a R$ 900 reais.

 

Além de um coordenador, a prefeitura mantém uma serviçal na casa, responsável pela cozinha. São servidos café da manhã, almoço e jantar.

.

A assistente social Gemima Costa Pereira, informou que está orientando os pacientes para levarem as roupas de cama e produtos de higiene pessoal. “ Pedimos aos acompanhantes que ajudem na manutenção da casa”, destacou a funcionária.

 

Sobre a demora na liberação do recurso para o conserto da máquina, ela disse que somente a secretária de Saúde poderia informar.

 

A secretária de Saúde, Rita Capdeville, que é médica e atual vice-prefeita, não foi localizada para comentar o assunto. Na secretaria informaram que ela não tem horário fixo no local e negaram a fornecer o número do celular dela.

 

 

Gazeta de Araçuai