Seu Internet Explorer está desatualizado

Para uma melhor visualização do site, utilize a mais nova versão ou escolha outro navegador.

Notícias » Cidades

06/09/2018 - 08:25 - Fonte: Gazeta de Araçuai

Morre o motociclista que colidiu contra carro de vereador em Araçuai

Ele estava internado no CTI da Santa Casa de Diamantina após se submeter a uma cirurgia craniana.

Foto: divulgação Morre o motociclista que colidiu contra carro de vereador em Araçuai
Aurino Esteves tinha 44 anos e trabalhava numa distribuidora de gás em Araçuai

 

 

Vítima de traumatismo craniano, faleceu na noite desta quarta-feira (5) na Santa Casa de Misericórdia, em Diamantina, no Vale do Jequitinhonha (MG)o entregador de gás Aurino Esteves dos Santos, de 44 anos. Ele morava em Araçuai e estava internado em estado gravíssimo no CTI da Santa Casa após se submeter a uma cirurgia craniana.

 

O corpo foi encaminhado para o IML de Diamantina e será transladado para sepultamento em Araçuai; onde deverá chegar após o meio-dia desta quinta-feira (6), segundo familiares.

 

Na madrugada de domingo(2) ele se envolveu em um grave acidente na praça Duque de Caxias, região central da cidade. A moto que ele pilotava bateu na lateral de uma caminhonete  conduzida pelo vereador Léo Onnis (PSDB) de Araçuai. Ele foi socorrido pelo SAMU e levado para o hospital da cidade com fraturas e traumatismo craniano. O quadro se agravou e ele foi transferido no mesmo dia para Diamantina onde se submeteu a uma cirurgia mas não resistiu.

 

 

 

Acidente ocorreu na madrugada de domingo (2) na região central de Araçuai.

 

 

 

 

Vereador Léo Onnis

 

O vereador contou que estava seguindo para  casa quando viu o motociclista entrar em alta velocidade na praça, vindo em sentido contrário ao dele,  da rua Dom Serafim. “ Eu estava em velocidade baixa e deu tempo de frear. A moto bateu na lateral esquerda do meu carro, momento em que eu vi o motociclista cair. Dei toda a assistência a ele. Liguei para a Polícia Militar e pedi que chamassem o SAMU.”, disse o vereador .

 

Ele informou que foi até ao quartel da PM mas não se submeteu ao teste do bafômetro e que na ocorrência consta que ele estava em total consciência sem sinais de embriaguez. 

 

OUTRO LADO

 

Aurino era casado e pai de duas filhas. Família lamentou a morte.

A família de Aurino Esteves contesta a versão do vereador; afirmando que ele sequer foi ao hospital ou enviou qualquer pessoa para saber o estado de saúde do  Aurino.

 

Em nota enviada ao jornal, o vereador justificou afirmando que na madrugada do acidente ficou de 2 às 6 da manhã no quartel da PM. “ Eu estava muito abalado. Sai cansado e não fui ao hospital por temer represálias. Entrei em contato com o hospital para saber da situação. Na segunda-feira, contatei com amigos dos familiares para oferecer toda a assistência necessária à mulher do Aurino, tais como hospedagem e alimentação em Diamantina, porém, a ajuda foi recusada. Fiz o que pude para tentar ajudar. Só acho uma maldade sem tamanho, pessoas utilizarem uma tragédia e canalizar isso para o campo político”; disse o vereador.

 

A reportagem não conseguiu falar com a viúva da vítima.

 

A Polícia Militar, que atuou nos cuidados ao local, não confirmou se a logística do acidente envolveu alguma infração de trânsito. “ Somente uma perícia poderá esclarecer”; afirmou um policial. O caso será investigado pela Polícia Civil.

 

 

Gazeta de Araçuai