Seu Internet Explorer está desatualizado

Para uma melhor visualização do site, utilize a mais nova versão ou escolha outro navegador.

Notícias » Política

01/01/2019 - 10:41 - Fonte: HD

Vou acabar com as mordomias, diz Zema ao tomar posse como governador de MG

Novo governador recebe como herança do governo Fernando Pimentel,(PT) um estado falido e endividado.

Foto: arquivo Vou acabar com as mordomias, diz Zema ao tomar posse como governador de MG
Empresário Romeu Zema, de 54 anos, vai governar Minas Gerais pelos próximos 4 anos

O governador eleito de Minas Gerais, Romeu Zema (Novo), tomou posse do cargo na manhã desta  terça-feira (1º), na Assembleia Legislativa de Minas Gerais, em Belo Horizonte. Zema chegou ao local por volta das 10h acompanhado do vice, Paulo Brant, também do partido Novo.

 

 

 

Durante pronunciamento à imprensa, o governador eleito disse que dará fim às mordomias e contará com a ajuda de todos os mineiros. “Vamos cortar mordomias, luxo e desperdício, fazer mais do que qualquer outro governo de Minas fez. Vamos acabar com cabides de emprego e cargos de indicação política. Precisamos enxugar a máquina, oferecer condições pra que o servidor consiga exercer sua função no atendimento à população. Para isso, todos nós teremos de fazer sacrifícios, pois o Estado está falido. Precisamos de união, um pacto por Minas Gerais, de cooperação e união de todas as classes, poderes e cidadãos, sem distinção”, afirmou.

 

Romeu Zema e Paulo Brant chegaram à Assembleia pelo Hall das Bandeiras e, em seguida, passaram por um corredor formado pelos Dragões da Inconfidência - grupamento de honra da Polícia Militar do Estado.

 

Ambos foram recebidos por uma comitiva de deputados ; prefeitos, vice-prefeitos e presidentes de câmaras municipais. Em seguida, governador e vice entregara as declarações de bens ao presidente da Casa Legislativa, deputado Adalclever Lopes (MDB), que conduzirá a solenidade.

 

 

Romeu Zema chega para tomar posse na ALMG com seu vice, Paulo Brant

 

Zema e Brant firmaram o compromisso constitucional, com leitura do termo de posse, assinado por ambos. Eles também receberão exemplares das constituições Federal e Estadual.

 

 

Cidade Administrativa

 

Após a cerimônia na ALMG, o novo representante mineiro seguirá para a Cidade Administrativa, onde participará do evento de abertura da gestão 2019/2022. A previsão é a de que o governador empossado discurse para aproximadamente 4 mil convidados.

 

Ao contrário do previsto, Zema não ira à posse do presidente eleito Jair Bolsonaro, prevista para as 15h, em Brasília. 

 

O motivo, segundo a assessoria de imprensa do governador eleito, seria a dificuldade para encontrar voos comerciais que se encaixassem entre o horário da posse dele, na capital mineira, e o de Bolsonaro, na capital federal.

 

Leia mais:

Cerimônia de Zema será 70% mais barata

Bolsonaro, 38º presidente do país, toma posse na tarde desta terça