Seu Internet Explorer está desatualizado

Para uma melhor visualização do site, utilize a mais nova versão ou escolha outro navegador.

Notícias » Política

21/01/2019 - 09:41 - Fonte: Blog do Banu

Corpo do médico e ex-prefeito Geraldo Coelho é sepultado em Minas Novas

Ele morreu após ser atropelado por uma carreta no sábado (19) no Trevão da BR-040 na divisa de Curvelo e Paraobeba.Geraldo Coelho foi prefeito de Minas Novas, por dois mandatos, nos períodos de 1988 a 1992, e 1997 a 2000.

Foto: divulgação Corpo do médico e ex-prefeito Geraldo Coelho é sepultado em Minas Novas
Felipe Mota, ex-prefeito e atual vice-prefeito; Geraldo Coelho, ex-prefeito; e Aécio Guedes, atual prefeito de Minas Novas, em recente evento político
 
 
Foi sepultado neste domingo (20) no cemitério municipal de Minas Novas, o corpo do médico e ex-prefeito daquele município, Geraldo Coelho de Jesus, conhecido por Dr. Geraldo. Ele faleceu, aos 81 anos, após ser atropelado por uma carreta, ao tentar atravessar a BR-040por  volta das 15 horas de sábado, 19.01.19. Ele foi atropelado por uma carreta, ao tentar atravessar a BR 040, no Trevão de Curvelo, próximo à Churrascaria Beira-Rio, na divisa de Curvelo com Paraopeba, na região Central de Minas. O acidente ocorreu por volta das 15 horas de sábado (19). Omédico era natural de Minas Novas e filho da também ex-prefeito, José Coelho.

 
Dr Geraldo deixou a esposa Déia Alvez Coelho e quatro filhos, Flávio, Beatriz, João e Domingas, sendo dois adotivos; e uma legião de amigos que admirava sua sinceridade, dedicação e compromisso com o ser humano.
 
 
 
Geraldo Coelho foi prefeito de Minas Novas, por dois mandatos, nos períodos de 1988 a 1992, e 1997 a 2000.
 
Formou-se em medicina, em dezembro de 1966, na UFMG, em Belo Horizonte. Inicialmente, em 1967, trabalhou em Diamantina. Em 1968, mudou-se para Minas Novas, sua cidade natal, onde montou  consultório de clínica geral. 


Na época, era um dos poucos médicos da região. Atendia pessoas do Médio e Alto Jequitinhonha. Visitava a zona rural, fazia consultas gratuitamente e se preocupava com a infestação do barbeiro, transmissor da Doença de Chagas, que matava muita gente. Atendia prontamente a ir a casas de pessoas  doentes ou que haviam passado mal. Só pagava quem tinha condições financeiras. Nunca deixou de atender a um paciente que não  podia pagar uma consulta.


 
Foi Superintendente Regional de Saúde de Diamantina; membro da Associação Mineira dos Municípios - AMM; presidente da Associação dos Municípios da Microrregião do Alto Jequitinhonha - AMAJE e do Movimento Democrático Brasileiro - MDB, de Minas Novas.
 
O prefeito de Minas Novas, Aécio Guedes, decretou luto de 3 dias no município.