Seu Internet Explorer está desatualizado

Para uma melhor visualização do site, utilize a mais nova versão ou escolha outro navegador.

Notícias » Saúde

22/08/2012 - 17:59 - Fonte: Gazeta de Araçuai

Homem que caiu da ponte sobre o rio Araçuaí deverá ser transferido de hospital

José de Oliveira Júnior, mais conhecido por Kikita, caiu de uma altura de aproximadamente 25 metros e sofreu politraumatismos. O hospital São Vicente em Araçuai se negou a fornecer informações sobre seu estado de saúde.

Foto: S.Vasconcelos Homem que caiu da ponte sobre o rio Araçuaí deverá ser transferido de hospital
O homem caiu próximo à uma das pilastras da ponte sobre o rio Araçuai

Um homem de 62 anos sobreviveu após cair da ponte sobre o rio Araçuaí, na cidade de Araçuai (MG)  na manhã de quarta-feira (22/08).

 

José de Oliveira Júnior, mais conhecido por Kikita, caiu de uma altura de aproximadamente 25 metros.

 

Ele sofreu politraumatismo, fraturando uma perna, uma costela e traumatismo craniano. Foi socorrido pelo SAMU e  levado  para o hospital São Vicente de Paulo.

 

Até o inicio da tarde de quarta-feira, familiares tentavam uma vaga no Sistema Único de Saúde (SUS) para fazer a transferência para um hospital especializado  em politraumatismo da rede pública de saúde.

 

O hospital São Vicente não forneceu informações sobre seu estado de saúde e se ele corre risco de morte.

 

De acordo com informações da Polícia  Militar, que prestou os primeiros socorros, José de Oliveira estava sentado em uma das muretas da ponte no inicio da manhã. “ Testemunhas disseram que passou um veículo no momento da queda. Não sabemos se ele pulou ou se assustou e caiu”, disse um Cabo da PM que esteve no local .

 

Tristeza

 

José de Oliveira Júnior mora sozinho em uma pequena casa da Rua do Rosário, no centro de Araçuaí. Seus vizinhos contaram que nos últimos dias ele estava exagerando no uso de bebida alcoólica.

 

“ Ontem à noite, antes de acontecer este acidente,  ele me disse que iria para o céu”, contou Adão dos Santos, 65 anos, vizinho do idoso.

 

Uma outra vizinha  disse que na semana passada ele foi até Belo Horizonte para tentar encontrar familiares no bairro João Pinheiro. “ Ele voltou dizendo que não havia encontrado mais ninguém e que estava muito triste por causa disso. Desde então, a gente so via ele com uma garrafa de cachaça na mão e sem querer se alimentar”, informou uma vizinha.