Seu Internet Explorer está desatualizado

Para uma melhor visualização do site, utilize a mais nova versão ou escolha outro navegador.

Notícias » Polícia

23/08/2012 - 10:15 - Fonte: Hoje em Dia

Polícia Federal realiza operação contra fraudes em licitação no Norte de Minas

O prefeito de Coração de Jesus, Antônio Cordeiro de Faria (PSDC), que é candidato à reeleição, teve a prisão decretada

Foto: divulgação Polícia Federal realiza operação contra fraudes em licitação no Norte de Minas
Estão sendo cumpridos mandados de busca e apreensão em vários pontos das cidades de Montes Claros e Coração de Jesus, ambas no Norte de Minas.

Após uma investigação em 37 municípios, a Polícia Federal realiza nesta quinta-feira (23/08) uma operação que tem como objetivo desmascarar um esquema de fraudes em licitações em várias áreas do âmbito municipal.

 

Estão sendo cumpridos  mandados de busca e apreensão em vários pontos das cidades de Montes Claros e Coração de Jesus, ambas no Norte de Minas.

 

O prefeito de Coração de Jesus, Antônio Cordeiro de Faria (PSDC), que é candidato à reeleição, teve a prisão decretada pela juíza federal Clemência Maria Almada Lima de Ângelo, porém, ele não vai ficar em um presídio comum.

 

  Ele deve ser um dos primeiros políticos de Minas Gerais a usar a tornozeleira eletrônica, com isso, ele estará impedido de se aproximar do prédio da prefeitura da cidade e de manter contato com qualquer servidor da administração municipal.

 

Além dele, outros cinco servidores, que são secretários municipais, também tiveram a prisão decretada, mas vão usar a tornozeleira.

 

De acordo com a Secretaria de Estado de Defesa Social (Seds) os equipamentos ainda não foram adquiridos pelo Estado e devem começar a ser usados a partir de novembro.

 

O sistema de monitoramento já é usado no país, em fase de teste para criminosos que tenham cometido crimes como homicídios e roubo, por exemplo.

 

De acordo com a Polícia Civil, o objetivoé evitar que os políticos intimidem servidores que possam dar mais detalhes sobre o esquema fraudulento.

 

O vice-prefeito da cidade, Pulquerio Rabelo da Conceição (DEM), vai ser empossado ainda nesta quinta-feira (23).

 

Escutas telefônicas

 

A Polícia Federal fez escutas telefônicas durante a Operação Máscaras da Sanidade, que levou ao pedido dos mandados de busca e apreensão, além da prisão dos envolvidos.

 

Nas gravações, os policiais federais identificaram que o prefeito tinha relações com o empresário Evandro Leite  Garcia, dono das construtoras Radier e Norte Vale.

 

Garcia foi preso no dia 21 de julho durante a Operação Máscaras da Sanidade.

 

A ação recebeu o nome de Operação Odin, em referência ao principal deus da mitologia nórdica e que é considerado o Deus que tudo vê.

 

A operação ocorre na contramão do movimento grevista da Polícia Federal, que está em greve desde o dia 7 de agosto.

 

Laranja com pequi

 

A cidade de Montes Claros  vem sendo alvo de investigações desde dezembro de 2009 por atos de improbidade geradores de enriquecimento ilícito e de dano ao erário.

 

No dia 26 de junho, a Polícia Federal deflagrou no município a Operação Laranja com Pequi, na qual 11 pessoas, entre as quais o prefeito, um dos seus assessores especiais, a atual secretária de Educação, a ex-secretária Adjunta de Educação, além de dois servidores (ex-pregoeiro e assessor jurídico) do setor de compras da Prefeitura e de sócios e funcionários das empresas Stillus e Iso engenharia estariam envolvidos no esquema.



Fraudes que ocorriam na concorrência para o fornecimento de refeições nas escolas municipais da cidade foram desmascaradas pela investigação da Polícia Federal.

 

Um dos resultados do esquema foi o cancelamento do contrato com a Stillus Alimentação Ltda. e antecipação do recesso escolar por falta de comida.