Seu Internet Explorer está desatualizado

Para uma melhor visualização do site, utilize a mais nova versão ou escolha outro navegador.

Notícias » Polícia

22/04/2019 - 11:14 - Fonte: Gazeta de Araçuai

Pedreiro morre após tomar choque e cair de andaime em Virgem da Lapa

O Ministério do Trabalho e a Polícia Civil vão investigar o acidente.

Foto: arquivo pessoal Pedreiro morre após tomar choque e cair de andaime em Virgem da Lapa
O pedreiro Edmilson Aparecido Morais tinha 34 anos.

Um pedreiro de 34 anos morreu após cair de um andaime de um prédio em construção, na região central de Virgem da Lapa, no Vale do Jequitinhonha (MG), por volta das 9h desta segunda-feira (22). O prédio tem 3 andares.

 

Segundo a Polícia Militar, testemunhas contaram que ele não usava equipamentos de segurança. O Ministério do Trabalho e a Polícia Civil vão investigar o acidente.

 

 

pedreiro caiu  após esbarrar em fio de alta tensão da rede pública.

 

Pedreiros que trabalhavam na construção no momento do acidente, disseram à Polícia Militar que Edmilson Aparecido Morais Primo, estava sobre um andaime, na parte externa do prédio no 3º andar, quando  esbarrou em fios de alta tensão e foi eletrocutado. Ele foi socorrido pelos colegas mas morreu na hora devido à descarga elétrica. 

De acordo com a ocorrência ele manuseava uma barra de ferro que tocou a rede elétrica.

 

 

Pedreiro estava em um andaime na parte externa do 3º andar do prédio

 

 No momento em  que o operário caiu,  os colegas escutaram  um barulho muito forte. O prédio é particular e o proprietário foi  ouvido pela polícia. Ele foi chamado ao local. A PM não informou se a obra possui alvará de construção, expedido pela prefeitura. " Não temos esta informação", disse um policial.

 

 O pedreiro foi levado para o hospital da cidade onde chegou sem vida. O corpo será enviado para o IML de Teófilo Otoni.

 

Edmilson Aparecido era casado e pai de dois filhos. Natural de Francisco Badaró, ele morava no bairro Novo Horizonte, em Virgem da Lapa. Após passar pelos procedimentos de praxe no IML,  corpo será liberado  para sepultamento.

 

Sérgio Vasconcelos

Repórter