Seu Internet Explorer está desatualizado

Para uma melhor visualização do site, utilize a mais nova versão ou escolha outro navegador.

Notícias » Polícia

06/05/2019 - 16:45 - Fonte: Gazeta de Araçuai

Homem diz ter sofrido tortura em delegacia de Araçuai

Ele afirma que foi chamado à delegacia sem ser legalmente intimado.

Foto: Gazeta de Araçuai Homem diz ter sofrido tortura em delegacia de Araçuai
Delegado afirma que imagens de câmeras internas da delegacia poderão esclarecer o caso.

 

O delegado Cristiano Castelucci vai instaurar procedimento para apurar denúncia do trabalhador autônomo, Juarez Gomes Caldeira, de 55 anos, que diz ter sido torturado por um investigador no interior da delegacia de Polícia Civil de Araçuai, no Vale do Jequitinhonha (MG).

 

 

 

Juarez Caldeira faz tratamento contra  depressão

 

Em denúncia enviada a este jornal,  Juarez Caldeira, que faz tratamento para controle de hipertensão e contra uma depressão,  conta que no dia  18 de janeiro, o policial civil de nome Rafael  havia deixado  um recado verbal na  casa dele, pedindo para que  ele  comparecesse  àquela delegacia.  Juarez   disse que  quando chegou ao local, foi levado à uma sala e que o investigador,  usando  de covardia  e abuso de autoridade, não lhe deixou falar.” aos gritos  ele me xingava de vagabundo, e apenas me perguntava quem havia mexido  na viatura, e eu sem saber de nada,  apenas ouvia ele falar. Fui agredido com um tapa nas costas diante de pessoas que estavam esperando para serem atendidas. Ele ainda falou com uma outra funcionária que eu era  mais um vagabundo que não havia visto  nada e não sabia de nada”, afirmou .  

 

Ele denuncia ainda que foi algemado pelo investigador  e colocado no corredor da delegacia e depois de cerca de  meia hora  foi liberado por um outro investigador.

 

Delegado Cristiano Castelucci vai abrir procedimento para apurar a denúncia.

 

Juarez Caldeira  disse que  levou o caso ao conhecimento da Ouvidoria  e Corregedoria da Policia Civil em Belo Horizonte e ao Ministério Público em Araçuai .

 

O delegado Cristiano Castelucci disse que  recebeu ofício da Corregedoria da Polícia Civil para instaurar procedimento para apurar o caso. “ Vou  intimar o Juarez e ouvi-lo pessoalmente. Conversei com o investigador que nega as acusações. Existem imagens das câmeras e vamos ver o que realmente aconteceu para tomar as providências cabíveis”, finalizou o delegado.

 

Gazeta de Araçuai