Seu Internet Explorer está desatualizado

Para uma melhor visualização do site, utilize a mais nova versão ou escolha outro navegador.

Notícias » Cultura

12/06/2019 - 15:51 - Fonte: Gazeta de Araçuai

Artesã de Araçuai será destaque do Terra de Minas da Rede Globo neste sábado

O programa é um mergulho na gastronomia, no turismo, na cultura e na arte de contar histórias de um jeito bem mineiro. Além de Lira, o artesanato do Vale do Jequitinhonha também será levado ao ar neste sábado (15).

Foto: arquivo Artesã de Araçuai será destaque do Terra de Minas da Rede Globo neste sábado
Lira Marques tem sua arte divulgada no Brasil e no exterior.
 
A artesã Lira Marques, de Araçuai, no Vale do Jequitinhonha (MG) será destaque neste sábado (15) no Programa Terra de Minas, exibido pela Rede Globo a partir das 14 horas.
 
 
O programa é um mergulho na gastronomia, no turismo, na cultura e na arte de contar histórias de um jeito bem mineiro. Além de Lira, o artesanato do Vale do Jequitinhonha também será levado ao ar.
 
 
Maria Lira Marques Borges, mais conhecida como Lira Marques, é uma das responsáveis pela projeção da arte do Vale do Jequitinhonha em Minas Gerais para o mundo. Ela nasceu em 1945 na cidade de Araçuaí, região do médio Jequitinhonha, localizada a 678 km da capital Belo Horizonte.
 
 
Lira aprendeu com a mãe a arte do barro.
 
Lira começou a trabalhar muito cedo, seu pai era sapateiro e sua mãe lavadeira. Da mãe herdou a profissão; lavou muita roupa das famílias de Araçuaí juntamente com sua mãe. Da mãe também herdou a alma de artista. 
 
 
Foi observando sua mãe a mexer com o barro que Lira começou a ser a artista que é hoje. Dona Odília, como era chamada, fazia cerâmica ocasionalmente na época do natal, sobretudo presépios; fazia sucesso entre os moradores. Nos intervalos entre uma trouxa de roupa e outra, Lira também trabalhava com o barro. Com o tempo sua obra foi ganhando espaço e notoriedade entre os demais artistas da região, ao ponto de Lira conseguir fazer dele o seu oficio e dele tirar o seu sustento
 
 
A grande virada do trabalho de Lira se deu na década de 1970 com a chegada do Projeto Rondon (Campus Avançado da Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais) e da Codevale (Comissão do Desenvolvimento Vale do Jequitinhonha). Os estudantes de ciências sociais e agronomia, vindos através do Projeto Rondon, gostaram do trabalho de Lira e levaram para feiras de artesanato em Belo Horizonte. A partir daí o trabalho de Lira foi sendo conhecido além das fronteiras do Vale do Jequitinhonha.
 
 
Lira e Frei Chico
 
Foi também na década de 1970 que lira conhece Frei Chico (Francisco van der Poel, frei franciscano, pesquisador da cultura e religiosidade popular brasileira). Com ele ajudou a fundar o Coral Trovadores do Vale e se tornou também pesquisadora. O esforço dos dois resultou em um amplo trabalho de pesquisa sobre a cultura do Vale. 
 
 
A artesã Lira Marques fala sobre sua arte e  a vida no Vale do Jequitinhonha no Terra de Minas, da Rede Globo.
 
 
Com o passar do tempo, Lira começou seu trabalho com máscaras de cerâmica. Hoje em dia, além de se dedicar a essas máscaras, Lira faz "pinturas de terra", como ela mesmo chama, que são obras de pintura de barro sobre papel, tecido ou pedras, utilizando as cores da terra para produzir suas peças. Seus trabalhos já foram mostrados em muitas exposições organizadas por galerias e instituições diversas, tanto no Brasil como no exterior.
 
 
Gazeta de Araçuai