Seu Internet Explorer está desatualizado

Para uma melhor visualização do site, utilize a mais nova versão ou escolha outro navegador.

Notícias » Polícia

27/08/2019 - 11:24 - Fonte: HD

Polícia investiga ameaça de morte de tenente-coronel reformado contra Romeu Zema

O governo de Minas garantiu que está tomando todas as medidas judiciais cabíveis.

Foto: divulgação Polícia investiga ameaça de morte de tenente-coronel reformado contra Romeu Zema
Estado acredita que ameaça ao governador tenha sido um caso isolado

 

 

No último fim de semana um tenente coronel da reserva teve um momento de surto onde chegou a fazer gravações ameaçando de morte o governador Romeu Zema (Novo). Primeiro ele gravou um áudio com as ameaças. No dia seguinte, o agente fez um vídeo confirmando ser dele o áudio e dizendo que não iria matar o governador

 

 

Polícia Civl abriu um "expediente investigativo" para apurar a ameaça feita  na última sexta-feira (23).

 

Em áudio, que circulou na web, Domingos Sávio Mendonça declarou: "Tem que me matar, porque, se não me matar, eu mato o Romeu Zema. Eu mato o Romeu Zema porque há injustiça aí. (...) Porque eu estou lutando pelos operários da segurança pública".

 


Após a repercussão do caso, o tenente-coronel usou as redes sociais para se retratar e dizer que não iria tirar a vida do chefe do executivo estadual de Minas Gerais. "Você vai matar o governador? Não, não vou não. Não vou, porque é isso que vocês querem. Vocês querer me ver tirando 30 anos de cana", assegurou.

 

 

Militar afirmou que fez o video na última sexta (23) em um momento de embriaguez e que não tem a pretensão de prosseguir com a promessa.

 

Investigação



O governo de Minas garantiu que está tomando todas as medidas judiciais cabíveis. "O Governo repudia qualquer tipo de violência. Justamente por se pautar por esses princípios, buscará o rigor máximo da lei para combater posicionamentos como o mencionado. Acreditamos que o ato em questão, repudiável, tenha caráter isolado", declarou, por meio de nota.



Já a Polícia Civil explicou que, por questão de estratégia, para não atrapalhar as investigações, não irá divulgar mais informações sobre a ocorrência. "Inclusive da autoridade policial responsável pelo caso". A PM, por sua vez, explicou que irá apurar a questão disciplinar e, se for constatada alguma transgressão, irá punir o militar reformado.



Em vídeo publicado no Facebook, o tenente-coronel Domingos Sávio Mendonça reconheceu que vai responder criminalmente pela ameaça feita ao governador. "Mas vou seguir em frente. Assumi o que que falei. Estou me retratando apenas da intenção de matar o governador Romeu Zema", finalizou.

 

Sávio  afirmou que fez o video na última sexta (23) em um momento de embriaguez e que não tem a pretensão de prosseguir com a promessa.

 


“Eu bebi uns ‘golo’ e falei que o governador Romeu Zema é um cara injusto porque ele está fazendo agora o contrário do que fez na campanha”, disse o militar. Ao ser questionado sobre se, de fato, não era desejo dele atentar contra a vida do governador, o militar respondeu: “Naquele momento era, eu falei o que meu coração estava sentindo. O Estado já está matando os policiais.”