Seu Internet Explorer está desatualizado

Para uma melhor visualização do site, utilize a mais nova versão ou escolha outro navegador.

Notícias » Cultura

15/09/2019 - 11:37 - Fonte: Terra

Há 500 anos, começava a viagem que provou que a Terra é redonda

Expedição de Fernão de Magalhães iniciada em 20 de setembro na Espanha, foi castigada por fome e mortes, mas deu a primeira volta ao mundo

Foto: arquivo Há 500 anos, começava a viagem que provou que a Terra é redonda
A viagem, a bordo da nau Victoria, começou a 20 de setembro de 1519, em Sanlúcar de Barrameda (sul de Espanha), e terminou a 06 de setembro de 1522, no mesmo local.

 

 

O que se especulava desde o tempo de Pitágoras teve fim  em 6 de  setembro de 1522, com o término da primeira circunavegação da história.

 

A tese tida como heresia pelos eclesiásticos portugueses e vista com fascinação por astrônomos se transformou em fato comprovado: a Terra é realmente redonda. E foi Fernão de Magalhães, um navegador que servia a Portugal, fazendo expedições e descobertas de novas terras para o rei Dom Manuel, quem deu início a essa aventura.

 

Magalhães não se dava por satisfeito com suas viagens grandiosas e sonhava ser o primeiro a dar a volta ao mundo. Sua meta inovadora contradizia os dogmas cristãos, pois a Igreja acreditava que a Terra era plana. Aos poucos, ele manchava sua posição perante o reino católico.

 

O navegador português, que esperava apoio e mais dinheiro do rei, acabou desprezado e não recebendo recursos financeiros para seus planos. Isso o levou a deixar Portugal e procurar reconhecimento no país concorrente, a Espanha. Por causa do interesse que tinha nas Ilhas Molucas (Indonésia), o rei Carlos 5º deu apoio ao fidalgo.

 

 

 

Filho de família nobre Fernão de Magalhães foi um navegador português . Morreu em combate nas ilhas Filipinas em 1521.

 

Viagem de descobertas

 

Em setembro de 1519, Fernão de Magalhães partiu para sua aventura rumo ao Ocidente com cinco caravelas. Durante a viagem, teve de subjugar várias revoltas das tripulações.

 

Ao chegar à costa sul-americana, a expedição foi navegando ao longo dela para o sul, depois de visitar o Rio de Janeiro. Assim, o navegador descobriu a passagem interoceânica que recebeu o seu nome, o Estreito de Magalhães. Mais adiante, ao avistar um oceano, batizou-o de Pacífico e, um ano depois, descobriu as Ilhas Filipinas.

 

Sebastião del Cano, que fazia parte do grupo de Magalhães, ancorou em Sevilha no dia 8 de setembro de 1522. Depois de anos de tempestades, conflitos, fome e sede, dos 237 marinheiros que haviam partido para a viagem, o grupo chegou com apenas 18 sobreviventes .

 

O próprio Fernão de Magalhães havia morrido num combate em 1521, nas Filipinas, sem completar a circunavegação.

 

Na Espanha  estão acontecendo mais de 200 atividades, entre exposições, espetáculos de música, teatro, desporto e cinema, para comemorar os 500 anos da descoberta.