Seu Internet Explorer está desatualizado

Para uma melhor visualização do site, utilize a mais nova versão ou escolha outro navegador.

Notícias » Cidades

20/09/2019 - 11:32 - Fonte: Gazeta de Araçuai

Desfile cívico homenageia escritores nos 148 anos de Araçuai

Ao menos 1.500 estudantes participaram do desfile.

Foto: divulgação Desfile cívico homenageia escritores nos 148 anos de Araçuai
Pelotão da Polícia Militar abriu desfile que durou cerca de 2 horas.( foto/; Marconi Fotografias

 

 

Milhares de pessoas lotaram a região central da cidade de Araçuai, no Vale do Jequitinhonha(MG), na manhã dessa sexta-feira (20), para prestigiarem  o tradicional desfile cívico em homenagem ao aniversário de 148 anos de emancipação político-administrativa do município.

 

Ao menos 1.500 estudantes participaram do desfile.

 

 

O poeta e escritor mineiro, Carlos Drummond de Andrade foi um dos homenageados.

 

O evento  homenageou grandes escritores da literatura  brasileira. O desfile, dividido em 27 pelotões, reuniu as  escolas municipais e estaduais e o Instituto Federal Norte Mineiro (IFNMG).

 

O Pagador de Promessas, de Dias Gomes

 

As apresentações destacaram autores renomados da literatura nacional, que foram estudados e pesquisados em cada escola, através de consultas a livros, revistas, acervo virtual, além de resenhas e ensaios. Professores, coordenadores e diretores das escolas participaram desse processo orientando os alunos.

 

O público ficou encantado com a produção dos personagens e histórias: roupas, indumentárias e as coreografias mostradas pelos alunos emocionaram as pessoas.

 

 As escolas ainda usaram bandeiras, faixas e cartazes para identificar a vida e obra dos escritores brasileiros.

 

 

Os estudantes deram um show de criatividade. Robustas alegorias e apresentações afinadas,  homenagearam grandes nomes  a exemplo de  Clarice Lispector, Monteiro Lobato, Paulo Coelho, Érico Verissimo,Cora Coralina, Vinicius de Moraes, Ziraldo, Dias Gomes, Ferreira Gullar, Caio Fernando Abreu, José Lins do Rêgo, Guimarães Rosa, João Cabral de Melo Neto, Carlos Drummond de Andrade, entre outros.

 

A escritora e professora Nana Colares, de Araçuai ( in memoriam ) também foi lembrada, juntamente com o poeta Gonzaga Medeiros, do Vale do Jequitinhonha.

 

“ Discutir literatura nas práticas pedagógicas  é emocionante. Todo mundo se empolgou, se envolveu na construção dessas histórias, tirando os personagens dos livros para as ruas. Aqui está tudo que eles aprenderam nas salas de aula, tocando as pessoas, emocionando mesmo”. Destacou a professora Regina Aguilar, responsável pela biblioteca da Escola Industrial São José..

 

Abrindo o desfile, que  teve inicio por volta das 9 da manhã,  um pelotão da Banda de Música da Polícia Militar de Teófilo Otoni e Araçuai,  seguido por viaturas da PM, deu passagem para os estudantes desfilarem pela rua Dom Serafim, a principal do centro da cidade, até à Praça do Fórum, onde foi instalado o palanque oficial.

 

Os integrantes dos pelotões marcharam acompanhando  músicos das Filarmônicas de Francisco Badaró e Virgem da Lapa, além das  fanfarras de Itinga;  Araçuai, Itaobim e Grupo Guingem.

 

 

 

Araçuai em prosa e letras

 

Alunos do ensino  médio e fundamental  levaram ao público o universo das fábulas, contos, poesias e romances. Cada instituição homenageou um grande nome da literatura brasileira. 

 

 

Escola  de Bom Jesus da Aguada Nova levou para o desfile a obra de José Lins do Rêgo.

 

Os estudantes encenaram cenas clássicas das obras de escritores como Ariano Suassuna, de Morte e Vida Severina, José Lins do Rêgo (Menino do Engenho) Paulo Coelho (O alquimista)

.

Henrique, de 6 anos, interpretou Noé, da obra a Arca de Noé, de Vinicius de Moraes.

Rayane Gazinelli, acompanhou o filho Henrique ,de  6 anos, que desfilou pela  segunda vez. A escola do garoto levou para o desfile, a Arca de Noé, obra de Vinicius de Moraes.. "Eu acho muito bonito ver os alunos de várias escolas unidos. O desfile é uma forma do adulto reviver tempos de criança, onde também íamos marchar", disse  Rayane.

 

Estudantes não deixaram passar em branco, a questão da violência contra a mulher.

 

Em um dos pelotões os estudantes abordaram a questão da violência doméstica, lembrando da importância da Lei Maria da Penha. em camisas e cartazes.

 

 

Através da obra de Carlos Drummonde de Andrade, alunos chamaram a atenção sobre tragédias ambientais.

 

 

A escola estadual  Aparecida Dutra, lembrou da tragédia de Brumadinho, quando uma barragem da Vale do Rio Doce se rompeu matando centenas de pessoas e poluindo o rio Doce.

 

“Aproveitamos para chamar a atenção e fazer um apelo à população sobre a importância de preservar nosso rio Araçuai”, observou a professora Márcia Lamego, vice-diretora da escola.

 

A dona de casa, Lígia Souza, disse ter aprovado a forma que as escolas abordaram o tema."É realmente importante preservarmos o meio ambiente. A água é o nosso maior bem e acho que escola ajuda  nessa conscientização", disse ela.

 

 

 

Desfile percorreu rua Dom Serafim até a praça do Fórum

 

O desfile cívico  durou cerca de 2 horas e foi  encerrado na Praça do Fórum, onde foi montado o palanque oficial. Presentes, o prefeito Armando Paixão (PT)  e a vice, Rita Capdeville ( sem partido)

 

 

 Apenas  três vereadores, Domingos Ramalho ( Avante ) Tiãozinho (PT) e Demario Vieira ( presidente da Câmara) estavam no palanque, além de secretários municipais e professores. Não houve pronunciamentos. Também no palanque os deputados estaduais, Jean Freire e Marquinhos Lemos, ambos do PT.

 

Ainda dentro das comemorações do aniversário de Araçuai, as bandas Psirico, Saia Rodada e Zanynho abrem logo mais a noite o Arafolia, ( micareta de Araçuai).

 

 

Sérgio Vasconcelos

Repórter