Seu Internet Explorer está desatualizado

Para uma melhor visualização do site, utilize a mais nova versão ou escolha outro navegador.

Notícias » Polícia

11/10/2019 - 09:03 - Fonte: Gazeta de Araçuai

Cachorra fica horas ao lado do corpo do dono morto em Coronel Murta

Familiares acreditam que lavrador saiu para caçar na quinta-feira (7) e acabou sendo atingido por uma pedra de cerca de 1 tonelada. O corpo foi encontrado em uma mata na manhã de domingo (10).

Foto: divulgação Cachorra fica horas ao lado do corpo do dono morto em Coronel Murta
Manoel Pereira morava sozinho em uma propriedade rural em Coronel Murta. Ele deixa 6 filhos.

 

Uma cachorrinha vira lata,  de um homem que foi encontrado morto em uma mata neste domingo (10), em Coronel Murta, no Vale do Jequitinhonha (MG)  ficou o tempo todo ao lado do corpo. Policiais, agentes funerários e familiares que foram ao local  viram que o animal não saia de perto do corpo de Manoel Pereira dos Santos, de 62 anos, mais conhecido por Mané Véi. A informação é de uma familiar que suspeita que o homem tenha morrido na quinta-feira (7) após ser atingido por uma pedra de pelo menos uma tonelada, quando caçava na região conhecida como Japonês.

 

 

 

 

No sábado (9), um parente do lavrador e garimpeiro,  foi até à casa dele, na fazenda Carrapicho, naquele município,  e percebeu a casa  estava fechada,  e que as galinhas  que ele criava estavam presas em um galinheiro. Ele não encontrou ninguém ao redor da propriedade. Preocupado, o homem retornou no dia seguinte, e encontrou tudo do mesmo jeito. Desconfiado ele ligou para o celular do lavrador que não atendeu.

 

Preocupados, os familiares de Mané Véi passaram a procura-lo pelos arredores, até  que na manhã desse domingo (10) foram informados por um morador da região que havia um corpo na mata e que ele  já estava em estado avançado de decomposição.

 

Chegando ao local, os familiares reconheceram que se tratava do lavrador. Ao lado do corpo, estavam a cachorrinha dele, uma espingarda de fabricação caseira, os chinelos e o chapéu de Mané Véi. Parentes acreditam que ele saiu para caçar, e que a cachorrinha perseguiu algum animal que se escondeu dentro da loca de uma pedra sobre um barranco. Ao tentar retirar a caça, a pedra se moveu e caiu sobre o lavrador. Familiares e policiais da Polícia Civil, ajudaram na remoção do corpo.

 

“ A cachorrinha permaneceu ao lado do dono o tempo inteiro e impediu que algum animal ou urubus se aproximassem do corpo “, acredita um morador da cidade. A reportagem não conseguiu localizar familiares do lavrador para saber o que será feito do animal.

 

A perícia da Policia Civil esteve no local e o corpo foi removido para o IML de Almenara, a 235 km de Coronel Murta.

 

Familiares informaram que não haverá velório e assim que o corpo retornar para a cidade, será levado direto para o cemitério local.

 

Manoel Pereira dos Santos era separado. Ele deixa 6 filhos, entre eles, um adolescente de 16 anos.

 

 

Gazeta de Araçuai