Seu Internet Explorer está desatualizado

Para uma melhor visualização do site, utilize a mais nova versão ou escolha outro navegador.

Notícias » Educação

21/10/2019 - 09:02 - Fonte: Gazeta de Araçuai

Escola Industrial em Araçuai celebra o Dia da Consciência Negra

Escola conta com 702 alunos.

Foto: Gazeta de Araçuai Escola Industrial em Araçuai celebra o Dia da Consciência Negra
Aluna negra faz maquiagem na colega durante apresentação na quadra da escola.

 

Para celebrar os 300 anos da morte de Zumbi dos Palmares estudantes de todo o Brasil comemoraram nesta quarta-feira (20) o dia da Consciência Negra.

 

 

Alunos assistiram apresentações e performances dos colegas no teatro da escola.

 

Em Araçuai, no Vale do Jequitinhonha,(MG)  estudantes da Escola Industrial São José, decidiram comemorar de um jeito muito especial: valorizar a cultura africana, através de desfiles, dança, exposição de cartazes, mostra de culinária e palestras. A escola tem 702 alunos, do 9º ano do ensino fundamental ao 3º ano do ensino médio.

 

Com esta proposta, a diretora da escola, Marisa Magalhães, espera despertar nos alunos a consciência de aceitação e tolerância, para aceitar as diferenças. “O objetivo é desenvolver neles atitudes de respeito às diferenças raciais e a contribuição que estas diferenças proporcionam na construção da convivência social, usando também pesquisas interdisciplinares nos diversos conteúdos”,  resumiu a diretora, explicando que ao contrário de anos anteriores em que se valorizavam personalidades fora do universo dos alunos, “ este ano, mostramos os professores, estudantes e serviçais negros da escola, através de um grande painel exposto na entrada do teatro da escola.

 

Adolescentes negras sentem orgulho da cor e se empoderam com a beleza.

 

 “Os alunos precisam perceber a cultura do povo negro para combater o racismo e  o preconceito”, afirmou a professora Regina Aguilar que ainda evidenciou a satisfação que tem ao acompanhar o empoderamento dos alunos.

 

“Trabalhamos com a retomada de consciência, mostrando as condições desumanas que acompanharam os  negros desde a chegada no Brasil”, afirmou Marcos Nunes Vieira, professor de Filosofia.

 

“ À medida que se conscientizam, eles se colocam no lugar do outro e não praticam bulling nem racismo”, acredita Edson Carlos, professor de inglês. Ele conta que nunca foi vítima de racismo. “Tenho muito orgulho da minha cor. Sou filho e neto de negros”, destaca.

 

Quadra esportiva da escola foi utilizada para desenvolver as atividades.

A escola  foi decorada com trabalhos e painéis confeccionados pelos alunos. Os convidados puderam fazer degustação de doces e comidas típicas  e  a apresentações de danças e desfile .

 

Através da dança alunos destacaram a importância da cultura negra.

 

Os alunos apresentaram  e evidenciaram  a importância das raízes afrodescendentes na história brasileira até os dias atuais nas mais variadas formas de expressão.

 

Artesanato e culinária com raizes afrodescendentes ganharam destaque.

 

Dia da Consciência Negra

 

Comemorado no Brasil em 20 de novembro, o Dia da Consciência Negra é dedicado à reflexão sobre a inserção do negro na sociedade brasileira. A data foi escolhida por coincidir com o dia da morte de Zumbi dos Palmares, em 1695. O Dia da Consciência Negra lembra a resistência do negro à escravidão, desde o primeiro transporte forçado de africanos para o Brasil em 1594.

 

Sérgio Vasconcelos

Repórter