Seu Internet Explorer está desatualizado

Para uma melhor visualização do site, utilize a mais nova versão ou escolha outro navegador.

Notícias » Polícia

11/12/2019 - 12:52 - Fonte: Gazeta de Araçuai

Adolescente que estava desaparecida é encontrada morta em Araçuai

Corpo estava dentro do Córrego Calhauzinho, no bairro Arraial. Garota estava desaparecida desde segunda-feira (9)

Foto: Gazeta de Araçuai Adolescente que estava desaparecida é encontrada morta em Araçuai
O delegado de Araçuai, Geovane Klippel, chegou ao local por volta do meio-dia, acompanhado da pericia técnica

Fim trágico para o desaparecimento da adolescente Emy Sayle Cardoso dos Santos, de 14 anos, em  Araçuai, no Vale do Jequitinhonha (MG). A família da vítima havia comunicado à Polícia Militar o sumiço da  garota por volta das 10 horas  de terça-feira (10).

 

No inicio da manhã desta quarta-feira (11) a Policia Civil recebeu um telefonema  informando que o corpo da garota estava dentro do Córrego Calhauzinho, que corta  um terreno baldio no bairro Arraial, na periferia da cidade. O local onde o corpo foi encontrado fica a pouco mais de 500 metros de um Posto de Saúde (PSF) do bairro. Para se chegar até lá, é preciso percorrer uma pequena estrada de terra, que corta um matagal e passar por uma cerca de arame .  O corpo da jovem estava nú. Ela estava de bruços e com a cabeça dentro d”água. O local foi isolado.

 

As roupas da adolescente- uma calça e uma blusa- foram encontradas debaixo de uma árvore próxima ao local. O celular dela não foi localizado.

 

O delegado de Araçuai, Geovane Klippel, chegou ao local por volta do meio-dia, acompanhado da pericia técnica que vai determinar a causa da morte e confirmar se a garota sofreu violência sexual.

 

 

Pelas redes sociais internautas lamentaram a morte da adolescente

 

De acordo com relatos de familiares, a menina havia saído de casa, no bairro Nova Esperança, com a avó, no inicio da tarde de segunda-feira (9) em direção à um creche do bairro, mas no meio do trajeto, a garota disse que precisava  retornar para a casa, para trocar de roupa, mas não retornou para reencontrar a avó.

 

A mãe da garota informou à policia que viu a filha trocando de roupa e saindo novamente. “ Fiquei tranquila, acreditando que ela estaria com a avó”, contou a mulher de 33 anos.

 

A garota morava com a mãe, o padrasto, de 31 anos e mais 3 irmãos. Ela cursava o 8º ano do ensino fundamental na Escola Estadual Leopoldo Pereira.

 

 

 Um irmão da garota contou que ela estava se envolvendo com um adolescente de 17 anos e que há cerca de um mês, pediu para que ela rompesse o namoro , porque , segundo o rapaz, de 20 anos, o adolescente estava envolvido com coisas erradas.

 

“ Era uma menina tranquila. Não sabia de envolvimento dela com ninguém. Queremos justiça, disse o padrasto, que foi chamado para reconhecer o corpo. "A familia está abalada e inconformada com a morte dela", acrescentou o padrasto.

 

A Policia Militar informou que ao registrar a ocorrência de desaparecimento, a avó e a mãe da menina informaram  que ao procurar colegas e amigos dela, ficaram sabendo que Emy Sayle havia dito que iria para Jequitinhonha encontrar com o pai.

 

Moradores dos bairros próximos ao local onde o corpo foi encontrado estavam revoltados com o caso. " Não aguentamos mais tanta violência na cidade. Estamos assustados. Queremos que as autoridades tomem providências"- desabafaram.
 

 

Roupas da garota  foram encontradas a poucos metros do corpo

 

  Após os trabalhos de praxe da pericia o corpo foi liberado para o IML de Teófilo Otoni. O caso já está sendo investigado pela Policia Civil, que deverá ouvir os familiares ainda nesta quarta-feira .

Não há informações sobre o sepultamento.

 

Sérgio Vasconcelos

Repórter