Seu Internet Explorer está desatualizado

Para uma melhor visualização do site, utilize a mais nova versão ou escolha outro navegador.

Notícias » Economia

03/09/2012 - 07:42 - Fonte: Agência Minas

Governo de Minas constrói barragens no Grande Norte e viabiliza convivência com a seca

As obras beneficiarão 188 municípios que foram divididos em quatro frentes de trabalho: as regiões Norte e Centro-Norte, constituídas por 55 municípios cada uma, e as frentes de trabalho dos vales do Jequitinhonha e Mucuri

Foto: Divulgação Governo de Minas constrói barragens no Grande Norte e viabiliza convivência com a seca
Barragem de contenção de água em Teófilo Otoni, no Vale do Mucuri

Com previsão de concluir, em 2012, a construção de 22 novas barragens e 320 bacias de captação de água das chuvas, o Governo de Minas está atuando na regiões dos  vales do Jequitinhonha, Mucuri e Norte de Minas –, com o objetivo de dotar o semiárido mineiro de melhor infraestrutura hídrica.

 

As ações pretendem fazer com que a população tenha condições de conviver com os problemas causados pelos longos períodos de estiagem.

 

Nos primeiros sete meses deste ano, foram construídas 16 barragens e 209 bacias de captação de água em dez municípios: Chapada do Norte, Coração de Jesus, Fronteira dos Vales, Grão Mogol, Indaiabira, Mirabela, Padre Paraíso, Rio Pardo de Minas, Santo Antônio do Retiro e Taiobeiras.

 

A previsão é que as obras beneficiem 1.069 famílias.

 

Até o final deste ano, a Fundação Rural Mineira (Ruralminas) prevê a construção de mais seis barragens e 111 bacias de captação de água das chuvas. Cada barragem poderá atingir um espelho d’água com área de até cinco hectares.

 

 

As obras estão beneficiando 9.470 famílias em 44 municípios do Norte de Minas e dos vales do Jequitinhonha e Mucuri.

 

Os recursos investidos são próprios do Governo do Estado e também oriundos do Fundo de Recuperação, Proteção e Desenvolvimento Sustentável das Bacias Hidrográficas do Estado de Minas Gerais (Fhidro).

 

Os trabalhos fazem parte do Programa de Convivência com a Seca e Inclusão Produtiva, implementado pelo Governo do Estado através da Ruralminas, numa iniciativa que envolve as secretarias de Estado para o Desenvolvimento dos Vales do Jequitinhonha, Mucuri e Norte de Minas (Sedvan) e de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável  (Semad).

 

O aumento da oferta de recursos hídricos tem possibilitado às famílias a criação de pequenos animais e manutenção de pequenas plantações, o que contribui para a melhoria da qualidade de vida e da alimentação da população.

 

Em dez anos, duas mil barragens

 

Como se trata de um programa que visa aumentar a capacidade de captação e armazenamento de recursos hídricos no semiárido, num prazo de dez anos o Governo de Minas pretende construir 2 mil barragens de pequeno e médio porte e 10 mil bacias de captação de água das chuvas.

 

As obras beneficiarão 188 municípios que foram divididos em quatro frentes de trabalho: as regiões Norte e Centro-Norte, constituídas por 55 municípios cada uma, e as frentes de trabalho dos vales do Jequitinhonha e Mucuri, compostas por 43 e 35 localidades, respectivamente.

 

O presidente da Ruralminas, Luiz Afonso Vaz de Oliveira, destaca que, além das ações emergenciais que vêm sendo implementadas pelo Governo de Minas para socorrer as famílias mais afetadas pela seca, o investimento na construção de barragens e de bacias de captação de água das chuvas é o que possibilitará, a médio e longo prazo, uma convivência mais consistente da população com longos períodos de seca, característica comum da região semiárida.