Seu Internet Explorer está desatualizado

Para uma melhor visualização do site, utilize a mais nova versão ou escolha outro navegador.

Notícias » Polícia

25/03/2020 - 09:34 - Fonte: PCMG

PC fiscaliza comércio de Araçuai para evitar aumento abusivo de preços

Alguns itens sofreram reajustes devido a grande procura no mercado, contudo os aumentos precisam ser justificados. Delegado pede que população colabore com a fiscalização.

Foto: divulgação PC fiscaliza comércio de Araçuai para evitar aumento abusivo de preços
Delegado de Araçuai Geovane Klipel coordenou a operação

A Policia Civil realizou nesta quarta-feira (25), na cidade de Araçuai,  no Vale do Jequitinhonha (MG) uma operação para prevenir e coibir o aumento abusivo e injustificado de preços durante a situação emergencial que se encontra o  país, em razão da pandemia provocada pelo Covid-19.

 

Diversos estabelecimentos comerciais autorizados a continuar o funcionamento pelo decreto municipal foram visitados. Entre eles estão supermercados, farmácias e postos de combustíveis.

 

Além da fiscalização preventiva também foram tiradas  dúvidas dos comerciantes sobre quais condutas podem configurar crimes contra a economia popular e contra o consumidor.

 

O Delegado de Policia, Geovane Klipel, ressaltou que a lei proibi o aumento abusivo e injustificado dos preços. Alguns itens sofreram reajustes devido a grande procura no mercado, contudo os aumentos precisam ser justificados.

 

Equipe da Polícia Civil visitou diversos locais do comércio da cidade.

 

Normal

Durante a operação nenhum aumento anormal dos preços foram identificados, contudo os trabalhos continuarão. De acordo com o delegado, a população também pode ajudar na fiscalização dos aumentos abusivos denunciando aqueles estabelecimentos que adotem essa prática.

 

O Delegado de Policia reforçou que durante todo o estado emergencial,  a Policia Civil continuará a fiscalização aleatória de estabelecimentos com objetivo de proteger toda população de oportunistas, os quais aproveitam de momentos de crise para conseguir lucros abusivos sobre as pessoas.