Seu Internet Explorer está desatualizado

Para uma melhor visualização do site, utilize a mais nova versão ou escolha outro navegador.

Notícias » Economia

04/05/2020 - 14:01 - Fonte: Gazeta de Araçuai/Portal Uai

Aberta mais cedo, agência da Caixa em Araçuai permanece com fila gigantesca.

Em Araçuai, era possível ver na fila, idosos, crianças, pessoas sem máscara e pouca atenção à distância de um metro entre um cliente e outro.

Foto: Dudu fotógrafo Aberta mais cedo, agência da Caixa  em Araçuai permanece com fila gigantesca.
Fila gigantesca se formou nesta segunda-feira (4) com clientes à espera de atendimento na agência da Caixa Federal em Araçuai.

No primeiro dia em que todas agências da Caixa Econômica Federal passaram a funcionar com expediente extendido em duas horas, a mesma cena se repete em Araçuai, no Vale do Jequitinhonha (MG). Centenas de trabalhadores ainda se aglomeram na porta da agência e na avenida Nuno Melo, na região central da cidade onde  se localiza a unidade. 

 

A principal demanda do público também não mudou: a maioria dos presentes segue em busca dos R$ 600 do auxílio emergencial - saga que começou em 17 de abril, quando a Caixa começou a pagar o benefício concedido pelo governo federal a informais e trabalhadores de baixa renda durante a pandemia de coronavírus. 

 

Por volta de 8h, início do atendimento, a multidão nas imediações da agência  já era de cerca de  mais de 200 pessoas. A fila chegava até a praça Belo Horizonte, nas proximidades das agências do Itaú e Banco  do Brasil. Entre os presentes, idosos, crianças,  pessoas sem máscaras e pouca atenção à distância de um metro entre um cliente e outro, recomendada pelas autoridades sanitárias para conter a propagação do vírus da Covid-19.

 

Pelas redes sociais, internautas criticaram a vice-prefeita e  secretária municipal de Saúde de Araçuai, a médica Rita Capdeville, por não tomar medidas para amenizar a situação, como por exemplo, disponibilizar funcionários para orientar as pessoas a manterem distância uma das outras, e também ofertar máscaras para quem não estava usando o dispositivo.

 

Cavaletes foram colocados na avenida para impedir tráfego de veículos.

 

Em Araçuai, fila alcançou a praça onde também estão instaladas agências do Banco do Brasil e Itaú.

Medidas

 

Além da extensão do expediente nos bancos, a Caixa anunciou nesta segunda-feira (4)  mais três medidas para agilizar o atendimento presencial em suas unidades, mobilizadas exclusivamente para questões relacionadas aos serviços sociais - renda básica emergencial, bolsa família, FGTS, seguro-desemprego e correlatos. 

 

A principal novidade é a disponibilização de cinco caminhões-agência para atendimento em locais com maior necessidade. A localização e o horário de atendimento desses postos  em cidades da região ainda não foram informados pelo banco. 

 

A contratação de  800 vigilantes adicionais - além dos mais de 2 mil já em atividade, bem como de 389 recepcionistas, visa reforçar a orientação do público nas filas e garantir o cumprimento dos protocolos definidos pelas autoridades de saúde para evitar a disseminação  do coronanvírus. 

 

Também faz parte do pacote a realocação de mais de 3 mil funcionários da instituição financeira para ampliar as equipes nas agências. O banco comunicou ainda que articula parcerias junto a prefeituras com o objetivo de acelerar a assistência e melhorar a divulgação de informações à população.

 

O presidente da Caixa, Pedro Guimarães, afirmou nesta segunda-feira (4) em entrevista à CNN Brasil, que o banco público quer evitar que os pagamentos da segunda parcela do Auxílio Emergencial, aconteça no final do mês, quando também acontece o pagamento do Bolsa Família. Segundo ele, a idéia ainda precisa ser discutida com o ministro da Fazenda, Paulo Guedes, e o presidente Jair Bolsonaro.

 

Sérgio Vasconcelos( com informações do Portal EM)

Repórter