Seu Internet Explorer está desatualizado

Para uma melhor visualização do site, utilize a mais nova versão ou escolha outro navegador.

Notícias » Polícia

07/05/2020 - 18:33 - Fonte: Gazeta de Araçuai

PM prende suspeitos de matarem mulher a mando do ex-marido em Jacinto

Os dois homens, de 28 e 24 anos, são da cidade de Teixeira de Freitas, interior da Bahia. Eles foram presos a 5 km de Almenara, quando tentavam fugir de bicicleta. Eles confessaram o crime e disseram que iriam receber R$ 2 mil cada um.

Foto: arquivo PM prende suspeitos de matarem mulher a mando do ex-marido em Jacinto
O crime ocorreu no final da tarde de quarta-feira (6) na região central de Jacinto.

 

 

 

Policiais Militares prenderam nesta quinta-feira (7) dois  suspeitos de terem matado a tiros, uma mulher de  22 anos a mando do ex-companheiro dela. O crime ocorreu por volta das 17h30m  de quarta-feira (6) no momento que a vítima estava na porta da casa dela em Jacinto, no Vale do Jequitinhonha. Dois homens usando duas bicicletas chegaram e dispararam 5 tiros  contra a mulher que morreu no local. Em seguida eles fugiram.

 

Os dois suspeitos, de 28 e 24 anos, foram abordados na BR-367  a 5 km da cidade de Almenara, quando fugiam de bicicleta. Ao avistarem a polícia, um deles jogou no mato, a arma usada no crime, um revólver calibre 38. A arma foi apreendida.

 

Em depoimento, os jovens  confessaram o crime e um deles, de 24 anos, assumiu ser o autor dos disparos. Eles contaram que são moradores da cidade de Teixeira de Freitas, na Bahia, onde faziam serviços braçais,  e  que foram  contratados por um homem identificado como Daniel Vieira, ex-companheiro da mulher, também residente naquela cidade do interior baiano. Daniel Vieira, está sendo procurado pela polícia.

 

 Pelo serviço, cada um  receberia R$ 2 mil reais, que não foram pagos. Eles deram detalhes do crime. Segundo eles, o ex-companheiro da mulher, alugou uma casa em Jacinto, onde foram colocadas as bicicletas para a fuga e a arma.  Os dois homens chegaram na cidade um dia antes do crime, em um táxi. Eles se encontraram com o ex-companheiro da vítima  que   apontou o local onde a mulher morava e quem era ela.

 

 

Sabrina estava há 6 meses em Jacinto, fugindo do ex-companheiro que jurou matá-la.

O caso

 

Sabrina Alves da Silva, de 22 anos, era cigana,  natural de Itamarajú (BA) e estava morando há 6 meses em Jacinto, fugindo da perseguição do ex-companheiro que não aceitava o fim do relacionamento. Segundo a PM ela chegou a ter uma das orelhas cortada pelo ex-companheiro, também cigano, que prometeu mata-la por conta de uma possível traição. Ela não tinha medida protetiva.

 

 

O delegado de Almenara deverá pedir  a prisão temporária dos suspeitos  do crime e nesse periodo eles  ficarão  à disposição da  Justiça para continuação do inquérito policial.

 

Os dois homens que não possuem passagens pela polícia  e o ex-marido da vítima,  podem ser acusados de homicidio doloso qualificado (quando há intenção de matar). A pena para esse tipo de crime varia de 12 a 30 anos de prisão.

 

Gazeta de Araçuai