Seu Internet Explorer está desatualizado

Para uma melhor visualização do site, utilize a mais nova versão ou escolha outro navegador.

Notícias » Cidades

15/05/2020 - 16:09 - Fonte: G-1

Morre em Salinas, mulher que tentava ser reconhecida como a pessoa viva mais velha do mundo

Com 119 anos, moradora de Salinas tinha dois anos a mais que japonesa considerada a mais velha do mundo pelo Guiness, Livro dos Recordes

Foto: divulgação Morre em Salinas, mulher que  tentava ser reconhecida como a pessoa viva mais velha do mundo
Maria Pereira dos Santos nasceu em dezembro de 1900, na zona rural de Salinas

 

Morreu nesta quinta-feira (14), aos 119 anos, Maria Pereira dos Santos, que tentava ser reconhecida pelo Guinness Book, o Livro dos Recordes, como a pessoa viva mais velha do mundo.

 

A moradora de Salinas, no Vale do Jequitinhonha em Minas Gerais, nascida em 1900, tinha dois anos a mais que a japonesa Kane Tanaka, que nasceu em 1903 e foi considerada, em 2019, a idosa mais velha do mundo pelo Guinness World Records.

 

Assim que soube que o título era da japonesa, a sobrinha de coração, Kátia Alves da Silva, percebeu a importância da história de Dona Maria para o mundo. Ela fez o cadastro para quebrar o recorde em 14 de janeiro de 2020, que ficou em análise pelo Guinness.

 

O filho da Maria Pereira disse  que ela morreu de causas naturais, às 10h30, e foi enterrada no cemitério da comunidade no fim do dia.

 

 

Maria Pereira dos Santos nasceu às 9h do dia 20 de dezembro de 1900, na comunidade de Canela Dema, zona rural de Salinas, onde morou até os últimos dias de vida. A família tinha entrado em contato com o Guinness, reivindicando o título de pessoa mais velha do mundo, viva. A solicitação estava em análise.