Seu Internet Explorer está desatualizado

Para uma melhor visualização do site, utilize a mais nova versão ou escolha outro navegador.

Notícias » Política

15/09/2020 - 09:41 - Fonte: Gazeta de Araçuai

Eleição em Araçuai segue com 3 candidatos na disputa pela prefeitura

Na reta final para escolha dos candidatos a prefeito, era grande a expectativa em torno de um acordo entre os partidos da oposição, para lançamento de uma chapa única para concorrer com o PT.

Foto: arquivo Eleição em Araçuai segue com 3 candidatos na disputa pela prefeitura
Araçuai é a principal cidade do médio Vale do Jequitinhonha.

Em política, surpresas acontecem e não são inesperadas. O saudoso governador de Minas, Magalhães Pinto,  já ensinava lá atrás que “política é como nuvem. Você olha e ela está de um jeito. Você olha de novo e ela já mudou”. Nada melhor para definir as posições mutantes da política em Araçuai, como este pensamento da velha raposa mineira.

 

Esgotadas todas as tentativas dos caciques políticos,  de buscar um consenso para lançar chapa única com partidos de oposição ao PT,  o  município, com cerca de 28 mil eleitores, terá mesmo,  três candidatos na disputa pela prefeitura municipal. O prazo final para oficializar as candidaturas se encerra nesta quarta-feira (16).

 

No entanto, nas vésperas do encerramento desse  prazo, estabelecido pela Justiça eleitoral para a realização das convenções , o quadro não era esse.  Tudo indicava que, enfim, haveria o entendimento dos partidos,  com o lançamento de uma única chapa de oposição , com a renúncia  do cirurgião-dentista Kélvio Marcílio, candidato a vice na chapa do PSD, encabeçada por Tadeu do Posto,  para a entrada do médico Airton Jardim, do MDB, que no dia anterior havia lançado  chapa tendo como vice,  o vereador Léo Onnis  Mas deu zebra e o acordo caiu por terra.  

 

PSD e Podemos oficializaram Tadeu do Posto e Kélvio Marcílio, como candidatos.

 

Tentativa de acordo

A reunião para a tentativa de acordo , iniciada na noite de domingo (13), envolvendo lideranças da oposição,  terminou na noite desta segunda-feira (14), resultando  no lançamento de duas candidaturas distintas da oposição, para enfrentar o PT, que tem a ex-prefeita Maria do Carmo Silva, a Cacá, como cabeça de chapa,  e o vereador Erotides Filho, também do PT, como vice, com apoio do atual prefeito, Armando Paixão (PT).

 

“ Recebi carta branca do MDB para buscar o entendimento. Não deu certo”, lamentou o médico Airton Jardim.

 

“ São  6 partidos e esses partidos decidiram manter a chapa Tadeu e Marcílio”, informou Wemerson Brito, presidente do PSD, que fez  nesta terça-feira (15) a convenção para oficializar seus candidatos na disputa eleitoral.

 

Segundo Brito, fazem parte da aliança,  os partidos PTB, Solidariedade, Cidadania, Podemos, Republicanos e PSD.

 

 

 

MDB fecha chapa com médicos Airton Jardim e Messias Marques, ex-prefeito de Araçuai.

 

MDB lança chapa com dois médicos

 

O MDB após escolher o publicitário e vereador Léo Onnis, do PSDB para ser o vice do médico Airton Jardim, decidiu  na tarde desta terça-feira (15) escalar  o também médico Manoel Messias, ex-prefeito do município, para ser o vice,  após o vereador Léo Onnis,  retirar seu nome para facilitar o entendimento. Ele deverá ser candidato a vereador. A convenção para oficializar a chapa acontece nesta quarta-feira (16) na sede da Ameje.

 

Caixinha do PT.

 

O PT, que fez sua convenção no dia 13, já está na estrada, com a ex-prefeita Maria do Carmo Silva, a Cacá,  na cabeça e o vereador Erotides, o Tidinho, também do PT,  como vice. Em 2010 a ex-prefeita teve a prestação de contas de sua gestão rejeitada pela Câmara. Ela ficou inelegível por 8 anos, retornando ao cenário político, apostando na vitória, com a divisão da oposição.

 

Os partidos políticos podem, dentro do município, formar coligações para apenas a eleição majoritária. Portanto, não há mais coligação para eleição proporcional, ou seja, para os cargos de vereador.

 

 

A ex-prefeita Maria do Carmo, candidata do PT, em campanha com seu vice, o vereador Erotides Filho;

 

Propaganda eleitoral

 

Os partidos políticos e as coligações devem apresentar à Justiça Eleitoral o requerimento de registro de seus candidatos até às 19h do dia 26 de setembro.

 

A  partir  de 27 de setembro, começa o período em que os candidatos, os partidos políticos e as coligações são autorizados a veicular materiais de propaganda eleitoral com a finalidade de captar os votos do eleitorado. A medida também se aplica à propaganda eleitoral veiculada por meio da internet (postagens nas redes sociais, correios eletrônicos, banners em sites entre outros. Esse ano, devido à pandemia do novo Coronavírus, estão proibidos os comícios, que serão substituídos pelos livemícios..

 

Gazeta de Araçuai