Seu Internet Explorer está desatualizado

Para uma melhor visualização do site, utilize a mais nova versão ou escolha outro navegador.

Notícias » Cidades

02/10/2020 - 11:32 - Fonte: Gazeta de Araçuai

Falha em projeto de construção do Fórum de Araçuai revolta moradores

Empresa responsável pela construção, obstruiu galeria de passagem de água pluvial e com a chegada das chuvas, casas foram alagadas provocando prejuízos.

Foto: Gazeta de Araçuai Falha em projeto de construção do Fórum de Araçuai revolta moradores
Obra está orçada em R$ 8 milhões

 

 

Moradores da rua Dom Serafim, no Alto Santa Teresa, em Araçuai, (MG) estão revoltados com a empresa Alcance, responsável pela construção do novo prédio do Fórum da Comarca,  e com a prefeitura de Araçuai, por conta de falhas no projeto da obra.

 

A construção foi iniciada em agosto e com as escavações, foi interrompida a passagem de água pluvial da rua, cuja galeria passava pelo terreno onde está sendo construído o prédio. Com a chegada das chuvas, o problema se agravou. A água foi represada e transformou o local num verdadeiro lago.

 

 

Após reforma, casa de empresário ficou completamente alagada.

 

Uma das casas danificadas foi a do empresário Rogério Silveira. A água e o barro acabaram danificando diversos móveis e itens dentro da residência dele.” É revoltante. Acabei de reformar minha casa. Estamos com criança recém-nascida e agora tomamos esse prejuízo. ”- lamentou o empresário que  usou as redes sociais para divulgar as imagens e uma nota de repúdio feita pela mulher dele.

 

 

Com casa alagada, esposa de empresário alimenta o filho .

Alerta foi dado

 

   Os moradores relataram que logo no inicio da obra, a prefeitura e os engenheiros responsáveis pelo projeto foram alertados e nada fizeram. “Chegamos a registrar um boletim de ocorrência, mas nenhuma providência foi tomada”- disse Rogério Silveira.

 

Empresa fez desvio da água para um lote da OAB e acabou criando um piscinão no local.

 

Na tentativa de resolver o problema, a Alcance Engenharia fez um desvio para  represar a água,  em um lote próximo, pertencente a OAB-Ordem dos Advogados do Brasil. O presidente da entidade, Efraim Rocha,  disse que autorizou a intervenção para amenizar o problema. “ Não era a solução. Acabaram criando outro problema. Estamos preocupados principalmente com as crianças que brincam no local”, destacou Antonio Gonçalves Silva, de 46 anos e residente há mais de 30 no local. “Abriram um piscinão”, disse revoltada a mulher dele, Luciana Gonçalves Silva, mãe de duas crianças de 9 e 4 anos. “Começaram a construir errado”- lamentou a dona de casa.

 

 

Ao criar desvio para água, empresa acabou por provocar outro problema na área.

 

Um dos engenheiros responsáveis pela obra disse que a empresa Alcance apenas executa o projeto, mas que ela ( a empresa ) não era autora do projeto de engenharia. “Recebemos o projeto  já pronto, do Tribunal de Justiça de Minas Gerais”- disse ele, reconhecendo que há falhas e que agora é preciso fazer adequações.

 

Os moradores querem agora que a obra seja paralisada até que seja refeita a rede pluvial. “ A prefeitura é responsável pela fiscalização. Não devia ter autorizado o inicio da obra com estas falhas. ”- argumentam os moradores.

 

A obra, orçada em R$ 8  milhões, deverá ser concluída em dezembro de 2021. Ela faz parte do Plano de Aceleração de Obras do Tribunal de Justiça de Minas .

 

 

Moradora divulgou nota de repúdio.

 

 

Durante o final de semana e feriado do dia de Finados,não foi possível contatar as assessorias de Comunicação do TJMG, empresa Alcance e prefeitura de Araçuai para que as mesmas comentassem o fato.

 

Sérgio Vasconcelos

Repórter