Seu Internet Explorer está desatualizado

Para uma melhor visualização do site, utilize a mais nova versão ou escolha outro navegador.

Notícias » Polícia

17/11/2020 - 09:42 - Fonte: Gazeta de Araçuai

Vereador eleito em Jenipapo de Minas sofre tentativa de homicídio

Ele sofreu golpes de facão em um dos joelhos, desferidos por um homem que se diz pastor na cidade. O vereador eleito foi separar uma briga envolvendo o pastor, quando foi agredido.

Foto: divulgação Vereador eleito em Jenipapo de Minas sofre tentativa de homicídio
Anderson Pé, como é conhecido, é servente de pedreiro.

 

 

O vereador eleito pelo PSD, Anderson Soares,  conhecido por Anderson Pé, de 31 anos, da cidade de Jenipapo de Minas no Vale do Jequitinhonha  (MG) sofreu uma  tentativa de  homicídio no final da tarde desta segunda feira ( 16 ) no bairro Novo Horizonte, onde mora. Ele foi violentamente agredido em um dos joelhos, com um facão,  por um  homem identificado por  Benedito Amaral dos Santos, de 57 anos, natural de Itabuna (BA e que se diz pastor evangélico.

 

Segundo a Polícia Militar, o vereador eleito recebeu ameaças  feitas pelo pastor, durante a campanha. "Testemunhas contaram que o pastor estava dizendo, que se o Anderson fosse eleito ele seria morto "- informou a PM.

 

Ainda de acordo com a polícia, Anderson Pé, foi separar uma briga  que estava ocorrendo na rua  Manoel Rodrigues, onde ele mora, entre o pastor e um outro homem. "Na confusão, o pastor desferiu os golpes contra o vereador eleito"- informou o policial que atendeu a ocorrência.

 

 Anderson foi socorrido por moradores e  levado para o hospital de Araçuai, com fratura exposta.  Ele passou por cirurgia e não corre risco de morte.

 

 

O vereador eleito passou por cirurgia no hospital de Araçuai.

 

Anderson Pé como é conhecido , é servente de pedreiro e atuava como músico na banda da cidade. Moradores da cidade contaram que ele vinha denunciando irregularidades na atual gestão do prefeito Carlos José de Jesus Sena, o Coca, (MDB) que foi reeleito com apenas 7 votos de diferença.

 

Ao ser preso, o pastor  Benedito disse à Polícia Militar que o crime tinha motivação política.  Ele foi levado para Capelinha, na mesma região, onde permanecerá à disposição da Justiça.

 

Agressor que se intitula pastor, foi preso em casa.

 

Moradores disseram que o pastor não possui uma igreja na cidade. “ Ele é baiano de Itabuna e se intitula pastor. Ele está aqui há pelo menos 10 anos, mas ninguém conhece, nem sabe o nome da igreja que ele atua”- afirmaram.

 

O prefeito reeleito não foi localizado para falar sobre o assunto. O vereador eleito não atendeu as ligações da reportagem. Ele segue em observação clínica,  e já está em casa.

 

Sérgio Vasconcelos

Repórter