Seu Internet Explorer está desatualizado

Para uma melhor visualização do site, utilize a mais nova versão ou escolha outro navegador.

Notícias » Polícia

15/12/2020 - 14:37 - Fonte: Gazeta de Araçuai

Albergado é morto a tiros às margens de rio em Araçuai

A polícia acredita que o crime tenha ligação com o tráfico de drogas.

Foto: Gazeta de Araçuai  Albergado é morto a tiros às margens de rio em Araçuai
Crime atraiu a atenção de curiosos.

 

Um preso albergado do presídio  de Araçuai, no Vale do Jequitinhonha (MG) foi assassinado  a tiros, na manhã desta terça-feira (15) em Araçuai. O homem, de 28 anos, foi identificado como Cleber Raul Galvão, mais conhecido por Tusca.

 

Familiares disseram que o homem era usuário de drogas.

 

O corpo foi encontrado às margens do Rio Araçuai, nas proximidades da ponte, na região conhecida como Pedrinhas, na rua Gentil de Castro, ( Rua de  Baixo ). Uma sandália da vítima foi encontrada há pelo menos 80 metros do corpo. “ Acreditamos que ele foi baleado e tentou fugir, mas foi perseguido e caiu já morto nas margens do rio”- disse um familiar.

 

 

Eu  só quero que a Justiça seja feita- pediu a mãe da vítima.

 

 O homem  era filho único da dona de casa Zenilda Maria Galvão de 56 anos. Ela contou que foi informada sobre a morte do filho por volta das 10h45m.

 

A dona de casa contou que o filho havia deixado a condição de albergado por conta da pandemia, no dia 2 de junho. Ele  era servente de pedreiro e morava de aluguel  em uma casa na região do Alto do Mercado, com a mulher e 3 filhos menores, sendo o mais velho, de 6 anos. Ainda segundo a mulher, ele estava em busca de trabalho.

 

De acordo com a  mãe, o homem era usuário de drogas e estava recebendo ameaças. “ Em dezembro do ano passado tentaram matar ele no bairro Canoeiro”, informou a mãe.

 

Ela disse também que por várias vezes tentou tratamento para o filho e que ele estava cumprindo pena  de 3 anos e 6 meses, por porte ilegal de armas e envolvimento com drogas.

 

Testemunhas contaram que  na manhã desta terça-feira,  viram Tusca em um bar  da avenida Nuno Melo, sendo chamado por outro, para apanhar drogas às margens do rio.

 

A polícia acredita que o crime tem relação com acerto de contas com o tráfico.

 

O local do crime foi isolado para os trabalhos da perícia. O delegado  da Polícia Civil, Geovane Klippel já iniciou os trabalhos de investigação, mas até o momento,  a motivação e autoria do crime são desconhecidas, e ninguém foi preso.

 

 

O corpo será encaminhado para O IML de Pedra Azul . O sepultamento deverá ocorrer nesta quarta-feira (16).

 

Gazeta de Araçuai