Seu Internet Explorer está desatualizado

Para uma melhor visualização do site, utilize a mais nova versão ou escolha outro navegador.

Notícias » Polícia

01/04/2021 - 17:31 - Fonte: Gazeta de Araçuai com G-1

Passa bem o recém- nascido encontrado em matagal em Araçuai

Ele segue internado no hospital da cidade

Foto: redes sociais Passa bem o recém- nascido encontrado em matagal em Araçuai
Criança foi encontrada enrolada em um lençol

 

 

Pesando 1 quilo e 485 gramas, o recém-nascido encontrado em um matagal em Araçuai, no Vale do Jequitinhonha (MG) segue internado no hospital local. Ele passa bem e  não corre risco de morte . A criança foi encontrada no início da madrugada desta quinta -feira (01/04) enrolada em um lençol velho e ainda estava com a placenta e o cordão umbilical.

 

 

“Por volta da 1h, recebemos informações de que uma criança recém-nascida tinha sido encontrada morta em um mangueiro [lugar onde animais são deixados para pastar]. Esse local é ermo e fica no alto da rua Uberaba, próximo ao bairro Nova Esperança”, explica o sargento Walisson Magalhães.

 

Quando a viatura chegou ao local, um homem acenou pedindo ajuda e disse que o bebê estava vivo. Por conta do estado em que foi encontrado, é provável que criança tinha  nascido há pouco tempo.

 

“Quando chegamos perto e encostamos nele, ele levou a mãozinha em direção a boca. Ele estava com sangue e ainda tinha o cordão umbilical e a placenta”, lembra o sargento Carlos Geraldo Fernandes.

 

Policiais que levaram a criança para o hospital.

 

Imediatamente, os policiais levaram o bebê, que é do sexo masculino, para o Hospital São Vicente de Paulo.

 

“O primeiro  instinto é prestar o socorro, tentar salvar aquela vida. Partiu o coração ver um ser humano daquele tamanho em um matagal, um lugar escuro, ermo, perto de um córrego e vulnerável a tantos perigos”, disse o sargento Walisson ao portal G-1 de notícias.

 

Segundo Geraldo Silva, diretor do Hospital São Vicente de Paulo, o bebê, está estável e não corre risco iminente de morte. Ele foi atendido e permanece internado.

 

“Quando nós chegamos no hospital, logo vimos que todas as pessoas ficaram espantadas e muito emocionadas. Assim como a gente, os funcionários queriam atender, queriam salvar aquela vida”,  lembrou o sargento Fernandes.

 

Depois que os policiais deixaram a criança sob responsabilidade do hospital, eles retornaram ao local onde o menino foi encontrado para tentar identificar a mãe dele. Foram feitas diligências, mas a mulher não foi localizada. O caso foi encaminhado à Polícia Civil, que fará a investigação.