Seu Internet Explorer está desatualizado

Para uma melhor visualização do site, utilize a mais nova versão ou escolha outro navegador.

Notícias » Educação

01/07/2021 - 08:22 - Fonte: Gazeta de Araçuaí

Governo de Minas autoriza retorno das aulas presenciais em 800 municípios

Prefeituras terão autonomia para decidir se permitem ou não retorno das atividades.

Foto: arquivo Governo de Minas autoriza retorno das aulas presenciais em 800 municípios
Nas cidades na onda vermelha do Minas Consciente, medida vale apenas para alunos até o 5º ano do ensino fundamental.

As aulas presenciais poderão ser retomadas nas cidades que estão na onda vermelha do Minas Consciente, exceto nas classificadas como cenário desfavorável, para alunos do 1º ao 5º ano do ensino fundamental. Na próxima segunda-feira (5), os professores e trabalhadores da educação voltam às escolas. Já no dia 12 de julho, será a vez de os estudantes retornarem.

 

Nos municípios que estão nas ondas amarela e verde do programa, haverá uma ampliação das atividades presenciais: além dos alunos do 1º ao 5º ano, discentes do 9º ano do ensino fundamental e do 3º ano do ensino médio poderão retornar às instituições, também no dia 12 de julho.

 

As mudanças foram anunciadas nesta quinta-feira (1º) pelo governo do estado após avaliação do Comitê Extraordinário Covid-19. A decisão se baseou na queda de 22% da incidência da doença nos últimos 14 dias e de 9% na última semana. O número de solicitações de internações diminuiu 22%.

 

Atualmente, 12 macrorregiões do estado estão na onda vermelha: Centro, Centro-Sul, Jequitinhonha, Leste, Leste do Sul, Nordeste, Noroeste, Norte, Oeste, Sul, Triângulo do Norte, Triângulo do Sul. Destas, apenas Leste do Sul, que contém 53 municípios, está em cenário epidemiológico e assistencial desfavorável e não poderá reabrir as escolas.

 

As outras duas macrorregiões de Minas, Sudeste e Vale do Aço, estão na onda amarela. As prefeituras dos 800 municípios onde as instituições de ensino estão autorizadas a funcionar têm autonomia para decidir se permitem ou não a reabertura.