Seu Internet Explorer está desatualizado

Para uma melhor visualização do site, utilize a mais nova versão ou escolha outro navegador.

Notícias » Polícia

11/09/2021 - 19:37 - Fonte: Gazeta de Araçuai

Incêndio criminoso destrói imóvel tombado pelo patrimônio histórico no centro de Araçuai

Testemunhas viram o suspeito saindo do local pouco antes do incêndio começar

Foto: Gazeta de Araçuai Incêndio criminoso destrói imóvel tombado pelo patrimônio histórico no centro de Araçuai
Prédio fica na esquina da Rua Tupi com Pedro Celestino, e abrigou no final da década de 70 o Bar e Boate Cabana

 

Um incêndio destruiu no final da tarde deste sábado (11) grande parte de um imóvel localizado na esquina da rua Pedro Celestino com Travessa Tupi, próximo à Praça do Coreto, na região central de Araçuai, no Vale do Jequitinhonha (MG).

 

Segundo o proprietário do imóvel e moradores da rua, o incêndio foi criminoso.

 

O imóvel fica localizado no entorno tombado pelo Patrimônio Histórico e estava fechado há anos. O local estava servindo como depósito de sucatas de um comerciante, proprietário de uma oficina mecânica, que funciona nas proximidades.

 

Diretor de Cultura e Patrimônio ajudou a debelar o incêndio junto com pessoal da secretaria de Obras.

 

O incêndio teve início por volta das 17h30m. Ele consumiu o forro, telhado e todos os objetos que estavam dentro do imóvel, dentre eles, um automóvel. Tudo indica, que o suspeito entrou por um portão lateral do prédio. Ele teve acesso ao quintal, e colocou fogo no mato e no entulho, que rapidamente atingiu o telhado. Várias pessoas viram o suspeito saindo do local. Ele é usuário de crack e conhecido pelos moradores e comerciantes da região.

 

Fogo destruiu todo o telhado do imóvel

Os secretários do Meio Ambiente, Marcos Vinicius, e da Administração, José Gilvan acompanharam toda a operação. “ Recebemos a informação e viemos imediatamente para cá. Acionamos nosso pessoal e um caminhão pipa da prefeitura foi deslocado para combater o incêndio”- disse Marcus Vinicius.

Incêndio começou nos fundos do imóvel.

 

Pelo menos 45 mil litros de água foram utilizados para debelar as chamas. Apenas as paredes e partes do telhado ficaram de pé.

 

O diretor de Cultura e Patrimônio, Luciano Tanure, também esteve no local e ajudou na operação. Segundo ele, será feito uma vistoria no imóvel e um laudo será preparado, apontando as medidas a serem tomadas. Para ele, a destruição do patrimônio ficou evidente. “ “É um fato lamentável”- acrescentou.

 

O imóvel foi construído no início dos anos 50. Já abrigou uma casa lotérica, um salão de beleza e por último, no final da década de 70, o Bar Cabana, de Mazinho Bezerra.

 

Até o momento o suspeito não foi preso. O caso será repassado para a Polícia Civil.

 

Sérgio Vasconcelos

Repórter